Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Os recentes desenvolvimentos políticos e no campo da segurança nas regiões central, austral e dos Grandes Lagos foram considerados positivos pelos participantes à Cimeira de Chefes de Estado e de Governo que a capital angolana acolheu ontem.

Na reunião, que teve como objectivo uma concertação política para a unidade na acção, estiveram presentes, além do estadista angolano, João Lourenço, alguns homólogos.

Trata-se dos Chefes de Estado da República do Congo e líder da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), Denis Sassou Nguesso, e da República Gabonesa e da Comissão Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo Ondimba.

No comunicado final, citado pela Angop, os estadistas saudaram a assinatura de um acordo de paz entre o Sudão e o Sudão do Sul, bem como encorajaram as partes a se envolverem na sua implementação.

Ainda sobre a questão sudanesa, os participantes felicitaram os Chefes de Estado e de Governo da região pelo engajamento pessoal para trazer a paz no Sudão do Sul.

Sobre a situação na RDC

No encontro, refere o comunicado, os estadistas foram informados sobre os progressos no processo de preparação das eleições na República Democrática do Congo (RDC), previstas para 23 de Dezembro do corrente ano.

Na mesma esteira, saudaram o facto de o Presidente Joseph Kabila ter honrado a sua palavra em respeitar escrupulosamente a Constituição, no termo do seu segundo mandato.

“Esta é uma demonstração clara da sua determinação em colocar o interesse do povo da RDC acima de qualquer outra consideração, lê-se no comunicado final da reunião.

De igual modo, saudaram o papel do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterrez, e da Missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo (MONUSCO) para a estabilidade neste país, em conformidade com as resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

Os Chefes de Estado reafirmaram, por outro lado, a sua disposição em acompanhar e apoiar o povo e as autoridades da RDC neste momento importante de consolidação do seu processo democrático.

Porém, as lideranças notaram com preocupação a presença contínua das forças negativas do ADF e do FDLR no Leste deste país, onde continuam a fazer vítimas civis e a desestabilizar os países vizinhos.

Nesse sentido, lançaram um apelo para uma acção regional contra essas forças negativas, conforme havia sido acordado em vários comunicados e cimeiras.

A situação no Burundi e República Centro Africana

Na reunião de Luanda foi ainda apresentado um informe sobre a evolução positiva da situação política interna na República do Burundi e encorajaram o prosseguimento do processo de diálogo.

Já em relação à República Centro Africana, os presidentes constataram com preocupação a persistência do clima de instabilidade neste país e decidiram continuar a trabalhar com o Governo e outros actores políticos no sentido de se alcançar a normalização da vida das populações e o exercício da governação.

Ainda em relação a este país, reconheceram os esforços levados a cabo pela MINUSCA e prestaram homenagem àqueles que sacrificaram as suas vidas pela paz.

Exprimiram a sua satisfação pelo papel da União Africana e da Comissão na prossecução de esforços para a paz, segurança e reconciliação nos referidos países.

Estiveram ainda presentes o vice-primeiro-ministro e Ministro dos Negócios Estrangeiros da RDC, Léonard She Okitundu, em representação do Presidente Joseph Kabila; e o Ministro dos Negócios Estrangeiros da República do Uganda, Sam Kutesa, em representação do Presidente Yoweri Museveni.

Marcaram igualmente presença o chefe da diplomacia do Ruanda, Louise Mushikiwabo, em representação do Presidente Paul Kagame, bem como Mohammed El-Hacem Lebatt, conselheiro estratégico do Presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat.

 

 

Comments

O DIRECTOR para a Alimentação, Agricultura e Recursos Naturais da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) alertou segunda-feira que a seca poderá agravar a insegurança alimentar na região. Leia mais

Comments

O colapso de uma ponte, hoje em Génova, na Itália, provocou a morte de 11 pessoas e sete feridos para além de mais de uma dezena de viaturas destruídas, indica um balanço preliminar.

O ministro dos Transportes e Infra-estruturas italiano, Danilo Toninelli, descreveu hoje o colapso do viaduto sobre uma auto-estrada como uma “tragédia desumana”.

“Estou a seguir o que aconteceu em Génova com máxima apreensão, parece tratar-se de uma tragédia desumana”, disse o governante italiano, numa publicação na rede social Twitter citada pela agência de notícias italiana, ANSA.

“Estamos em contacto próximo com a agência das auto-estradas e vamos para o local com o vice-ministro Edoardo Rixi”, referiu ainda Toninelli, afirmando o seu “apoio total” à cidade de Génova.

Um viaduto colapsou hoje numa estrada na cidade portuária de Génova, no norte da Itália, informou a ANSA.

De acordo com a agência italiana, os elementos envolvidos na operação de socorro identificaram pelo menos 10 viaturas envolvidas.

Segundo a edição electrónica do jornal La Repubblica há “dezenas de mortos”.

As autoridades italianas suspeitam que um problema estrutural poderá ter causado o colapso do viaduto, de acordo com a ANSA.

As imagens que circulam nos media italianos mostram que falta uma grande secção da estrada e que veículos de emergência estão a acorrer ao local.

(Notícias/Visão/Lusa)

Comments

O antigo arcebispo australiano Philip Wilson, condenado em Julho a 12 meses de cadeia, por encobrir crimes de abuso sexual contra menores, vai cumprir uma pena de prisão domiciliária, foi hoje anunciado.

O magistrado de Newcastle, Robert Stone, decidiu que Philip Wilson deverá cumprir pelo menos seis meses de prisão domiciliária, antes de ser considerado elegível para um regime de liberdade condicional.

De acordo com a Lusa, o mesmo juiz já tinha considerado, em Maio, que o arcebispo, de 67 anos, era culpado por não ter informado a Polícia sobre o abuso repetido contra duas crianças, nos anos 70, pelo padre James Fletcher, com quem colaborava na diocese de Maitland-Newcastle.

Fletcher foi condenado em 2004 a oito anos de prisão por nove casos de abuso sexual, mas morreu 13 meses depois, na sequência de um enfarte.

Durante o julgamento, a defesa argumentou que o arcebispo, recentemente diagnosticado com a doença de Alzheimer, foi incapaz de comparecer perante o juiz devido ao impacto da doença nas “funções cognitivas”.

Em finais de Julho, o Papa Francisco aceitou a renúncia de Wilson, o mais alto responsável na hierarquia da Igreja Católica a ser condenado judicialmente pelo envolvimento num caso de pedofilia.

A Igreja Católica, com forte presença na Austrália, recebeu mais de 4500 queixas por alegados abusos cometidos por mais de 1800 membros da instituição, entre 1980 e 2015, embora alguns casos datem dos anos de 1920.

No início deste ano vários arcebispos australianos condenaram a fraca resposta da Igreja Católica aos casos de pedofilia, classificando-a de “negligência criminosa”.

 

Comments

Normal 0 false false false EN-US X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0in 5.4pt 0in 5.4pt; mso-para-margin:0in; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Times New Roman","serif";}

 

Um homem foi detido, na manhã de hoje, terça-feira, depois de conduzir um carro contra a barreira de segurança do Parlamento britânico, em Londres.

 

 

De acordo com o “Telegraph,” o indivíduo em causa foi prontamente rodeado pelas autoridades policiais presentes no local.

 

 

O incidente ocorreu pouco depois das 7:30, hora local, tendo igualmente atropelado vários ciclistas e peões, em número ainda não confirmado oficialmente pelas autoridades.

 

 

De acordo com Vincent McAviney, um jornalista da Euronews, presente no local, foi possível ouvir através das comunicações via rádio da Polícia que o incidente está “a ser tratado como contra-terrorismo” mas ainda não existe informação oficial sobre a motivação do homem detido.

 

 

Devido à ocorrência, a Westminster Square, onde fica a Abadia de Westminster e a Igreja de Santa Margarida, está encerrada.

 

 

 

 

 

(Notícias/observador.pt)

 

Comments

Sábados

...

TEMOS dito muitas vezes, aqui, que continuam enganados aqueles que pregam o ...

TEMA DE ...

O RESPEITO pelo bom profissional de saúde, reconhecendo publicamente ...

CLICKADAS

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction