Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Responsáveis da Coreia do Norte e dos Estados Unidos anteciparam hoje a realização de uma nova cimeira entre os dois países, depois da última reunião entre Kim Jong-un e Mike Pompeo.

De acordo com a agência oficial de notícias norte-coreana KCNA, o líder norte-coreano expressou satisfação com a “reunião produtiva” que manteve, na véspera, em Pyongyang, com o secretário de Estado norte-americano, sobre propostas para “resolver a questão da desnuclearização”.

O líder norte-coreano mostrou-se ainda optimista em celebrar “mais tarde ou mais cedo” uma nova cimeira com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou a KCNA.

Também Pompeo elogiou as boas e produtivas negociações com Kim Jong-un, afirmando que houve progressos no desarmamento e que os países “continuam a avançar nos acordos feitos na cimeira de Singapura”.

A KCNA acrescentou que os dois representantes “trocaram pontos de vista e compreenderam completamente as posições mútuas”.

Mike Pompeo passou várias horas em Pyongyang na quarta visita à Coreia do Norte. A viagem oficial do chefe da diplomacia pela Ásia termina hoje, na China.

 

Comments

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) venceu as eleições presidenciais brasileiras de domingo, com 46,7% dos votos, seguido de Fernando Haddad (PT), com 28,37%, quando estão apuradas 96% das secções de voto, confirmando uma segunda volta entre ambos.

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral, que começaram a ser divulgados às 19:00 horas locais, no terceiro lugar da contagem ficou o candidato Ciro Gomes (PDT), com 12,52% dos votos contabilizados.

Os números foram divulgados cerca das 21,00 horas locais e como nenhum candidato está, oficialmente, em condições de atingir a marca de 50% dos votos válidos, haverá uma segunda volta.

A decisão sobre o sucessor de Michel Temer, como 38º Presidente da República Federativa do Brasil, fica assim adiada para 28 de Outubro, com a eleição a ser disputada entre Jair Bolsonaro, o candidato da extrema-direita brasileira, e Fernando Haddad, que substituiu Lula da Silva na liderança da candidatura do PT (esquerda).

Neste domingo, 147 milhões de brasileiros foram às urnas para escolher um novo Presidente, membros do Parlamento (Câmara dos Deputados e Senado), além de governadores e legisladores regionais em todo o país.

 

Comments

O Presidente da República, João Lourenço, chegou a Beijing, China, ao princípio da manhã de hoje, no quadro de uma visita de Estado de dois dias, a convite do seu homólogo Xi Jinping.

O Chefe de Estado angolano volta à capital chinesa 36 dias depois de ter participado na III Cimeira do Fórum de Cooperação China-África (03 a 04 de Setembro), à frente de uma importante delegação ministerial para reforçar a cooperação bilateral, iniciada em 1983.

Eram 02,05 horas em Angola quando João Lourenço e a primeira-dama Ana Dias Lourenço desembarcaram na capital chinesa, onde foram recebidos pelo Ministro Assistente dos Negócios Estrangeiros da China, Chen Xiaodong.

Na recepção ao Presidente da República estiveram, igualmente, o Ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, o embaixador de Angola na China, João Salvador dos Santos Neto, o embaixador da China em Angola, Cui Aimin, entre outras individualidades.

João Lourenço inicia terça-feira o seu programa oficial, com a deposição de uma coroa de flores na Praça da Paz Celestial (Praça Tiananmen), no centro da capital da China.

Trata-se da terceira maior praça pública do mundo (só é superada pela Praça Merdeka, em Jacarta, Indonésia, e pela Praça Girassóis, no Brasil) que contém um monumento de 38 metros, erguido em memória dos heróis desse país asiático.

A Praça da Paz Celestial é conhecida pelos chineses como o coração simbólico do país, por ter testemunhado um massacre, na sequência de um protesto liderado por cidadãos de diferentes grupos sociais, ocorrido entre 15 de Abril e 4 de Junho de 1989.

O programa oficial, a que a Angop teve acesso, prevê ainda para terça-feira um encontro de João Lourenço com o Primeiro-Ministro da China, Li Keqiang.

Estão ainda previstas audiências com entidades empresariais chinesas e um encontro com o presidente do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional da República Popular da China, Li Zhanshu.

ACORDOS EM VISTA

O ponto alto do dia (terça-feira) será o das conversações oficiais entre as duas delegações, lideradas por João Lourenço e pelo seu homólogo da China, Xi Jinping, que culminará com a assinatura de quatro instrumentos jurídicos.

Trata-se do acordo para evitar a dupla tributação, do acordo de cooperação económica e técnica entre os dois países, do acordo sobre a linha de crédito entre o Banco de Desenvolvimento da China e o Ministério das Finanças, bem como um memorando de entendimento sobre recursos humanos.

De igual modo, está previsto um banquete oficial oferecido por Xi Jinping.

Para quarta-feira, o programa de João Lourenço reserva uma deslocação ao Centro Tecnológico da Huawei e visitas a empreendimentos diversos na cidade de Tianjin.

Naquela localidade, o Presidente da República vai inteirar-se do funcionamento da Zona Marginal de Tecnologia Moderna de Tianjin, do Pavilhão de Planeamento Municipal e de uma zona com arquitectura de estilo italiano.

João Lourenço, que tem vindo a defender (desde a sua tomada de posse em 2017) uma diplomacia ao serviço da economia, deve regressar a Angola quinta-feira (11).

A sua deslocação à China ocorre numa altura em que o país procura recuperar de uma forte crise económica, derivada da queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional. Desde finais de 2014 a economia angolana abrandou e reduziram as receitas.

 

Comments

A China afirmou hoje esperar que a visita a Beijing do Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, restabeleça a confiança mútua entre os dois países, apelando ao fim das “más práticas” que levaram ao deteriorar das relações.

“Estamos dispostos a manter contactos com a parte norte-americana, mas julgamos que as más práticas dos Estados Unidos em algumas questões não contribuíram para a cooperação”, afirmou em conferência de imprensa, Lu Kang, porta-voz do Ministério chinês dos Negócios Estrangeiros.

O porta-voz disse que Washington deve voltar ao caminho certo e “mostrar a sua disposição em trabalhar com a parte chinesa para alcançar uma melhoria nas relações entre os dois países”.

Pompeo reuniu-se hoje com o Ministro chinês dos Negócios Estrangeiros, Wang Yi, para analisar possíveis avanços na desnuclearização do regime norte-coreano, numa altura de crescentes disputas comerciais entre os dois países.

“Pompeo mostrou a sua vontade em trabalhar sobre a questão da península coreana e a China está também disposta a tratar deste assunto”, afirmou Lu.

“Como dois importantes membros do Conselho de Segurança, a China e os EUA têm necessidade de reforçar a cooperação em certas questões internacionais e restabelecer a confiança mútua”, disse.

Beijing e Washington atravessam um período de renovada tensão, depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter imposto taxas alfandegárias sobre 250 mil milhões de dólares de importações oriundas do país asiático. Beijing retaliou com taxas sobre bens norte-americanos.

Em causa está a política chinesa para o sector tecnológico, nomeadamente, o plano “Made in China 2025”, que visa transformar o país numa potência tecnológica, com capacidade em sectores de alto valor agregado, como inteligência artificial, energia renovável, robótica e carros eléctricos.

Os EUA consideram que aquele plano, impulsionado pelo Estado chinês, viola os compromissos da China em abrir o seu mercado, nomeadamente, ao forçar empresas estrangeiras a transferirem tecnologia e ao atribuir subsídios às empresas domésticas, enquanto as protege da concorrência externa.

 

Comments

O número de mortes prováveis provocadas pelo vírus do ébola no norte da República Democrática do Congo subiu para 113, sendo que 78 já foram confirmadas através de testes de laboratório, disse o Ministério da Saúde de Kinshasa.

De acordo com um relatório com dados referentes até ao dia 06 de Outubro e que foi divulgado no domingo à noite, as autoridades assinalam a possibilidade de 177 casos, estando confirmada a infecção de 142 pessoas.

O mesmo documento assinala que 35 casos são encarados como prováveis.

O surto de Ébola foi declarado no dia 01 de Agosto nas províncias de Kivu e de Ituri, no norte da República Democrática do Congo.

Em algumas zonas, a propagação ficou a dever-se às próprias populações que se recusaram a receber tratamento e, por outro lado, à falta de acesso provocada por grupos armados.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas pediu no dia 03 de Outubro o fim das hostilidades no nordeste do país para que seja facilitada a entrada de equipas sanitárias.

Desde o início do mês de Agosto, cerca de 15 mil pessoas foram vacinadas nas cidades de Mabalako, Beni, Mandima, Katwa e Butembo.

Trata-se do segundo surto declarado em 2018, oito dias depois de o Ministro da Saúde, Oly Ilunga, ter declarado o fim da epidemia, que se registou anteriormente no oeste da República Democrática do Congo.

O vírus do ébola transmite-se através do contacto directo com sangue ou fluídos corporais contaminados, provocando febre hemorrágica e pode atingir uma taxa de mortalidade de 90% se não for tratado de forma imediata.

A nível global, o surto mais grave foi declarado oficialmente em Março de 2014 – com casos que remontavam a Dezembro de 2013 na Guiné Conacri, tendo-se expandido à Serra Leoa e Libéria.

Dois anos depois, em Janeiro de 2016, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que a epidemia estava debelada, tendo morrido, em consequência, 11.300 pessoas.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction