ÁFRICA do Sul, HONG Kong, Rússia,França, Grécia: milhares de pessoas foram às ruas,ontem, 1ºde Maio, um pouco pelo mundo inteiro, para protestar ou celebrar o Dia dosTrabalhadores. Leia mais

Comments

O Presidente da República, Filipe Nyusi, felicitou hoje o novo imperador do Japão, Naruhito, pela sua entronização.

Nyusi através de uma mensagem, manifestou a sua satisfação, do Povo e do Governo da República de Moçambique, ao Imperador, ao povo e governo do Japão, por ocasião da Nova Era do Japão, Reiwa.

O Povo Moçambicano associa-se ao Povo Japonês na celebração, com júbilo, deste marcante acontecimento, que permanecerá indelével nos anais da história do Japão. Nesta auspiciosa ocasião, gostaria de reafirmar o meu empenho e o do meu Governo, no sentido de continuar a trabalhar com Vossa Majestade e com o Governo do Japão para fortalecer ainda mais as relações cordiais e frutuosas de amizade e cooperação existentes entre os nossos dois países.

Comments

A Procuradora-Geral da República (PGR) de Portugal, Lucília Gago, manifestou disponibilidade em cooperar com a sua congénere moçambicana na investigação do desaparecimento do empresário português, Américo Sebastião, acrescentando que já houve uma resposta por parte de Moçambique.

Contactada pela Lusa, fonte da Procuradoria referiu que Lucília Gago dirigiu um ofício à homóloga moçambicana, no âmbito da cooperação judiciária e policial relativa ao desaparecimento de Américo Sebastião.

Este ofício teve "recentemente" resposta da PGR de Moçambique, que está a analisar a viabilidade ou não de pedido de assistência.

Na passada sexta-feira, a PGR de Moçambique, Beatriz Buchili, afirmou não ter recebido um documento formal da sua homóloga portuguesa disponibilizando apoio para a investigação do desaparecimento de Américo Sebastião.

"No que diz respeito ao pedido de cooperação feito por Portugal, importa fazer referência que a Procuradoria-Geral da República de Moçambique ainda não recebeu um pedido formal de cooperação jurídica e judiciária sobre este caso", disse então Beatriz Buchili, durante a sessão de perguntas e respostas sobre o relatório de actividades do organismo que lidera, apresentado no parlamento moçambicano.

Em Fevereiro deste ano, a Procuradoria-Geral da República (PGR) de Portugal anunciou ter oferecido ajuda judiciária à homóloga de Moçambique ao abrigo da cooperação entre os dois países, para investigar o desaparecimento de Américo Sebastião, na província de Sofala, em Julho de 2016.

Em nota enviada à agência Lusa, na altura, a PGR portuguesa referiu que “dirigiu ofício à sua homóloga de Moçambique no sentido de manifestar a disponibilidade de cooperação, no âmbito da cooperação judiciária e/ou policial relativamente à matéria referida”.

Américo Sebastião foi raptado numa estação de abastecimento de combustíveis na manhã de 29 de Julho de 2016, em Nhamapadza, distrito de Maringué, na província de Sofala, desconhecendo-se desde então o seu paradeiro.

Na segunda-feira passada, dia 22 de Abril, a mulher da vítima, Salomé Sebastião, foi ouvida por uma comissão da Assembleia da República.

Comments

AO fim de 30 anos, o reinado do imperador japonês Akihito termina hoje, na hora de Moçambique, quando abdicar em favor do filho mais velho, Naruhito, que se tornará o soberano da mais antiga monarquia reinante do mundo. Leia mais

Comments

O número de mortes causadas pelo contágio do vírus Ébola, na província de Kivu Norte, no nordeste da República Democrática do Congo (RDCongo), aumentou para 865 até sábado, informou o Ministério da Saúde do país.

O Ministério da Saúde, que combate a epidemia, conjuntamente, com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e organizações não-governamentais, registou, desde o início da epidemia, 865 mortes confirmadas, 66, possivelmente, causadas pelo Ebola, e 410 pessoas curadas.

O registo de casos de contágio do vírus Ébola cresceu na última semana fixando-se 1.439, dos quais 1.373 confirmados e 66 possíveis.

De acordo com a mesma nota das autoridades, existem agora 263 casos suspeitos da doença sob investigação.

Desde a semana passada, foram registados mais 22 novos casos confirmados, incluindo seis em Butembo, quatro em Katwa, quatro em Mabalako, três em Mandima, três em Kalunguta, um em Beni e um em Musienene.

O Ministério da Saúde da RDCongo admitiu que a epidemia de Ébola, nas províncias de Kivu Norte e Ituri, é já a maior da história do país, relativamente, ao número de contágios.

A RDCongo foi atingida nove vezes pelo Ébola, depois da primeira manifestação do vírus no país africano, em 1976.

É a primeira vez que uma epidemia de Ébola é declarada numa zona de conflito, onde existe uma centena de grupos armados, o que leva à deslocação contínua de centenas de milhares de pessoas, que podem ter estado em contacto com o vírus e a dificuldades na resposta à doença das organizações de socorro.

 

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction