IRAQUE, Turquia e Irão voltaram a apelar às autoridades do Curdistão iraquiano para anularem o referendo sobre independência previsto para dia 25 de Setembro, segunda-feira próxima, e ameaçaram concertar medidas de represália se a consulta for avante. Os chefes das diplomacias dos três países reuniram-se na quarta-feira à margem da Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, e no encontro reiteraram a sua “oposição inequívoca ao referendo” no Curdistão iraquiano, segundo um comunicado divulgado ontem de manhã pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros da Turquia.

A LÍDER de Myanmar, Aung San Suu Kyi, rejeitou uma insinuação de que está a ser brando com os militares do país, dizendo que seu relacionamento com os generais é normal e que o seu objectivo é a reconciliação nacional. Na terça-feira, Suu Kyi condenou os abusos de Direitos Humanos no Estado de Rakhine, onde um conflito iniciado no mês passado forçou mais de 421 mil muçulmanos Rohingya a fugir para a vizinha Bangladesh, e disse que os seus responsáveis serão punidos, mas não abordou as acusações da ONU a respeito da limpeza étnica supostamente levada a cabo pelas forças de segurança, provocando uma reação internacional fria. "Jamais mudamos a nossa posição", disse Suu Kyi numa entrevista à rádio Free Asia. “ (…) Jamais criticamos os próprios militares, mas somente as suas acções. (…) Fui firme com os militares antes e continuo a ser agora", afirmou ela.

O PAPA Francisco prometeu ontem responder com “as medidas mais firmes possíveis” aos casos de padres que violaram ou molestaram crianças e responsabilizar os superiores religiosos que os encobriram. Francisco reuniu-se ontem pela primeira vez com a comissão sobre abusos sexuais, criada em 2014 para aconselhar a Igreja Católica e o seu líder sobre as melhores práticas para afastar os pedófilos do sacerdócio e proteger as crianças. A comissão, oficialmente designada Pontifícia Comissão para a Tutela de Menores, tem realizado sessões de trabalho em dioceses de todo o mundo, mas encontrou tal resistência na administração do Vaticano que o seu membro mais destacado, Marie Collins, vítima de abuso sexual na infância, se demitiu em Março.

O GOVERNO de Madrid estaria disposto a negociar uma maior transferência de dinheiro e de autonomia financeira para a Catalunha se a região desistisse dos seus “planos de independência”, disse o ministro da Economia espanhol. “Quando abandonarem os planos de independência, podemos falar”, disse Luís de Guindos numa entrevista ao jornal de referência britânico“ Finantial Times ”publicada na edição de ontem. Para este responsável governamental, a “Catalunha já tem muita autonomia”, mas mesmo assim seria possível falar no futuro “numa reforma do sistema de financiamento e de outros assuntos”. A quase uma semana da consulta popular, convocado para 1 de Outubro próximo, mas que ainda não se sabe se se vai realizar, tem aumentado a tensão entre os separatistas e o Governo central espanhol que tenta impedir a realização do referendo. A Catalunha tem 7,5 milhões de habitantes e é a mais rica do país, produzindo um quinto da riqueza anual, com um PIB superior ao de Portugal ou da Grécia.

NA Guiné Conacri, um ladrão que foi preso no sábado pelas forças de segurança, não deixou de louvar a Polícia, felicitando-a vivamente. Boubacar Diallo, estudante do Instituto Superior de Tecnologia de Mamou, e o seu presumível cúmplice, Thierno Amadou Sow, um mecânico, confessaram sem ambiguidades terem roubado 50 milhões de GNF (cerca de 338 mil meticais) de uma loja de telefonia em Mamou, no noroeste do país. Diante da imprensa, o estudante e presumível ladrão apelou a concessão de mais meios à Polícia. "A Direcção Nacional da Polícia Judiciária deve ser felicitada. E quero dizer que ela merece ser melhor equipada porque tem, francamente, agentes eficientes", disse Diallo aos jornalistas minutos depois da sua detenção. Segundo ele, as suas felicitações se devem ao facto de nunca ter imaginado que a Polícia pudesse avançar tão rapidamente para a sua prisão. Ele também manifestou o seu arrependimento pelo crime cometido.

SEUL aprovou ontem o envio de oito milhões de dólares (6,7 milhões de euros) em ajuda humanitária para Pyongyang, apesar da tensão na península e a recente aprovação de novas sanções contra o regime pelos seus testes de armas. O Executivo de Moon Jae-un deu luz verde ao envio destas ajudas, que vão ser canalizadas através de organismos da ONU e que são especialmente destinadas a mulheres grávidas e crianças, explicou o Ministério de Unificação sul-coreano em comunicado. Seul considera estes dois grupos especialmente vulneráveis a nível alimentar, atendendo às más colheitas que se esperam este ano na Coreia do Norte.

O PRESIDENTE Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, apelou ao “fim do ‘apartheid’” imposto por Israel aos palestinos, de forma a preservar a “solução de dois Estados” com a criação de um Estado palestino que coexista com Israel. “Nós temos a responsabilidade e vocês têm a responsabilidade de colocar um fim ao “apartheid” na Palestina”, disse quarta-feira Abbas na Assembleia Geral da ONU. O líder palestino sublinhou que se “a solução de dois Estados fosse destruída” devido à continuidade do apartheid seria “um fracasso” e “não teria escolha senão continuar a luta” para o fim da ocupação israelita. Mahmoud Abbas expressou a frustração dos palestinos com o impasse no processo de paz, por culpa do Governo israelita do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, considerou que um acordo de paz entre Israel e a Palestina “é possível” e disse que a sua administração está a desenvolver novos esforços para relançar o processo.

Breves

Editorial

Editorial
Sexta, 22 Setembro 2017
O Governo decidiu, esta semana, avançar com uma proposta legislativa que preconiza um conjunto de medidas económicas destinadas a proteger o mercado, estimular novos investimentos, incentivar o consumo de matéria-prima local, alargar a base tributária e criar mais... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Distrito em Foco: Avaria do regadio prejudica...
Segunda, 25 Setembro 2017
CONSIDERADO “monstro adormecido” devido ao potencial agrário que emprestou à agricultura na década 80, quando o distrito de Homoíne chegou a ser considerado celeiro da província de Inhambane, o regadio de Chinjinguire, localizado a cerca de sete quilómetros da vila-sede do distrito, encontra-se parcialmente inoperacional, com apenas uma parte... Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,77 61,93
ZAR 4,65 4,74
EUR 72,73 74,12

14.09.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ dias, um amigo sugeriu-me que trouxesse à reflexão, neste ...
2017-09-25 19:33:03
Gerado por pais católicos e o primeiro sacramento com apenas um mês de ...
2017-09-25 19:28:40
EU não imaginava que 10 anos após a publicação da ...
2017-09-24 23:30:00
FOMOS, há dias, invadidos por um estranho comportamento de um grupo de ...
2017-09-24 23:30:00
QUANDO entrou no transporte semi-colectivo de passageiros, não sei aonde, com ...
2017-09-24 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1550 visitantes em linha