Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Limpopo: Gaza em leilão (César LangaEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

“A pobreza só quer Gaza”, ouve-se num dos trechos da canção escolhida como hino da Conferência de Investimentos e Lançamento do II Plano Estratégico Provincial (2018-2027), que decorre desde ontem na Praia de Bilene, em resposta ao grande sofrimento a que o povo desta província tem estado votado, por “culpa” de grandes eventos naturais como seca, cheias e inundações.

Como muitos de nós sabemos, esta província acolhe o fim do percurso do Rio Limpopo, que a presenteia com uma baixa que propicia a prática da agricultura, mas que também a maltrata com cheias, quando chove, principalmente a montante e com a intrusão salina, nas proximidades da foz, pelo contacto com as águas cristalinas do Oceano Índico.

Com grandes períodos de escassez de chuva, Gaza, grande criador de gado bovino (tem mais de 500 mil efectivos) e maior fornecedor de mão de obra à vizinha África do Sul ao nível nacional, também tem vivido o dilema de manter viva a sua criação, por falta de água, sendo, por isso, o exemplo de resiliência.

Mas chegou o momento de Gaza dizer “stop” a estes efeitos das calamidades e explorar a plenitude das suas potencialidades naturais, fazendo jus aos quatro pilares da governação em curso, nomeadamente a agricultura, energia, infra-estruturas e o turismo. Estrategicamente, o Governo da Província de Gaza organizou esta conferência, ao mesmo tempo que faz o lançamento do seu plano estratégico provincial (PEP Gaza 2018-2027), que deverá orientar o quotidiano da província até ano 2027, tendo como lema “Gaza na rota do progresso”.

No seu espírito e letra, este PEP Gaza 2018-2027 envolve todos os cidadãos desta província, por mais anónimos que que alguns sejam, razão pela qual a sua concepção e elaboração duraram o tempo duraram, sem deixar de fazer referência ao interregno que se observou entre os anos 2015 e 2017. Por esta e outras razões, pessoas de todos extractos sociais estão, aqui na vila da Praia de Bilene, neste que Limpopo preferiu dar-lhe o apelido de “leilão”, pois compra-se e vende-se tudo do que Gaza precisa ou pode oferecer, respectivamente

Com todo o simbolismo e protocolo que eventos desta estirpe requerem, testemunhei assinaturas de memorandos de entendimento em diferentes áreas de actividade que a localização geográfica desta província proporciona, principalmente na área de turismo, que cria momentos de superlotação nas suas instâncias turísticas. Aliás, nos dias que correm, a Direcção Provincial da Cultura e Turismo tem estado a “vender” o turismo do interior, como são os casos os parques nacionais de Banhine e Limpopo.

Então, nesta era em que a Governadora diz que “Gaza está a abrir-se para o mundo”, Limpopo apresenta toda a sua solidariedade e disponibiliza a sua contribuição no que lhe for solicitado e possível, começando por apelar que as assinaturas de memorandos de entendimento não morram no papel onde se encontram desde ontem, na Praia de Bilene. Que passem para a devida operacionalização e não sigam o exemplo do projecto Fut-21, do qual as autoridades desportivas nacionais não querem nem se quer lembrar, mesmo que seja em forma do conto de uma história, começando pela expressão “era uma vez...”. Jogando limpo(po), claro...

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction