Retalhos e Farrapos: A reforma do senhor Carlos (1) - Hélio Nguane

COMO já viram no título, vou falar da reforma de um senhor muito importante para mim. O sr. Carlos era boa pessoa. Falava com todos, não discutia com ninguém, escutava tudo, até ofensas, depois olhava para quem lhe insultava e sorria.

Era como um pai para mim. Estou a mentir, era como um avô. Já tinha 69 anos, reformou no emprego normal, era estafeta, recebia pouco, mas era muito respeitado. Isso é que importava para ele.

Senhor Carlos veio trabalhar aqui nos armazéns porque gosta de trabalhar. Aqui era guarda: vovó Guarda.

Até hoje ainda me recordo dele. Simpático, calmo, sorridente. Quando ficava alegre mostrava dois dentes, os únicos que lhe sobravam.

Já disse muitas coisas e nem me apresentei. Sou o Mário. Mas aqui no jobu tratam-mepor Marito Faz-Tudo. E faço tudo mesmo. Quando os armazéns estão sujos, limpo. Quando precisam de um ajudante, carrego o material e coloco-ono armazém. Quando o motorista falta, entro no carro e ando.

Sabe, sou Faz-Tudo por causa do senhor Carlos. Eleensinou-memuito e bem.

Hoje passam oito dias depois da sua morte. Estive na casa dele, vi os seus filhos a chorar, coloquei flores, reguei a campa e tomei chá em casa dele. Ele tem filhos muito grandes. Deixem-me apresentar cada um:

Arnaldo Limpa Ranho

Alto, 39 anos, fala muito. Fala mal. Fala e gosta de dinheiro. Fala e só fala. Quando vinha ao armazém ficava muitas horas a falar com o pai. Não trabalha, mas tem cinco filhos, cada um com a sua própria mãe. Vivia com o senhor Carlos e a nova mulher dele, que está grávida.

Já estava a me esquecer: é Limpa Ranho porque quando criança não gostava de lencinhos. O nariz e a cara ficavam sujos e todos gritavam: limpam isso...

Marta Vai e Volta

Muito calada. Já foi bonita. Tem quatro filhos, todos vivem com ela. Vive na casa do senhor Carlos. Vende no mercado. Já está a ficar mamana, mas só tem 25 anos. Foi enganada aos15 anos, teve um filho com 16. Quando a criança nasceu descobriu que o namorado romântico era casado. Chorou muito, conheceu o segundo, que lhe deu dois filhos, foi comprar cigarros na África do Sul e até hoje diz que vai voltar.

Ficou feia, pois o último marido era bom. Muito bom, mas era ciumento e quando ela saía lhe batia. Nando batia na cara, dava murros, até parecia que estava a lutar com Sinoia.

Rubene, Stélio, Matilde e Joana

São filhos dosenhor Carlos. Nem sabia que Rubeneexistia. Conheci-ono dia do enterro. Dizem que é rico. Vive na cidade, mas cansou-sede enviar dinheiro para o pai, pois Arnaldo levava-o, bebia e não dividia com o pai, irmã e os sobrinhos.

Stélio é político. Fala bem, mas não sobe no partido. Contaram-me que está sempre em reuniões, mas não tem voz activa. Um dia será alguma coisa, mas agora só escova. Fala bem com todos, fofoca para os chefes e chama a todos de excelentíssimos.

Matilde está no lar. Cansou-sede mandar dinheiro, por isso, ultimamente mandava comida feita. Houve um tempo em que fazia rancho, mas Limpa Ranho fez uma barraquinha em casa. Vendia todo o tipo de produtos, desde arroz, açúcar, até feijão avulso. O negócio acabou quando Matilde descobriu que era o seu rancho que estava a ser vendido.

Joana é rancorosa. Vive mal. Tem um marido bom, que trabalha, ganha bem, mas os dois não sobem na vida. O salário do funcionário público termina no nó da capulana da esposa, que o guarda para projectos que ninguém sabe.

A senhorinha gosta de coisas, as panelas podem não ter comida, mas o cabelo deve estar liso e perfumado. Está sempre no salão, o seu melhor amigo é o espelho. Tem mágoas da família, não contribuiu para comprar o caixão do pai, pois diz que ninguém lhe considera. Às escondidas, o marido tirou algum para patrocinar o chá do enterro e do oitavo dia.

Já disse muito                               

Senhor Carlos morreu. Encontrámo-lo sem vida no armazém. Tinha um lenço na boca, os ladrões tentaram entrar, mas não conseguiram invadir o armazém. E bateram o velho com algo na cabeça e ele não resistiu.

Vou investigar a morte do meu mestre.

Desculpa. Como sou distraído, estava a esquecer-me de dizer: senhor Carlos morreu no dia da sua reforma.

Hélio Nguane

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction