XIDIMINGUANAé um dos músicos moçambicanos cuja performance se protela no tempo, resistindo a todas as vicissitudes que uma carreira artística acarreta, sobretudo quando se trata de um percurso que se vem talhando há sensivelmente 66 anos.

Domingos Honwana é dono de um trajecto musical que se confunde com a história de Moçambique, seguido por todas as camadas sociais, independentemente da sua idade. Aprendeu a dedilhar uma viola de lata com fios de pesca, em 1949, mas foi em 1964 que gravou a sua primeira música, na então Rádio Clube de Moçambique, actual Rádio Moçambique.

Nem a idade consegue vergar este compositor e intérprete e, acima de tudo, um exímio guitarrista. Em palco é homem de poucas palavras, deixando que seja o conteúdo das suas músicas a dizer o que lhe vai na alma. E, geralmente, “oferece” mensagens de crítica social, com algum humor e sátira à mistura. O quotidiano dos moçambicanos e os detalhes insólitos da vida não passam despercebidos deste músico.

Se é verdade que Xidiminguana interage pouco com os espectadores, ele delega tal tarefa à sua guitarra que, humildemente, repete tudo o que o dono ordena, como se temesse alguma represália do antigo pastor de gado em Vuthu, uma localidade do distrito de Bilene, em Gaza, onde nasceu, e mais tarde trabalhador dos Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), em Maputo.

Voltei a vê-lo em palco há alguns meses, no “Bar dos Amigos”, algures no bairro do Albasine, na cidade de Maputo, acompanhado, como sempre, por João Cossa, na viola baixo, e Vuthu, por sinal seu neto, na bateria. “O velho está em forma física e artisticamente”. Era esta a tónica dos comentários dos espectadores, durante e depois do espectáculo, que para muitos pecava por ser curto.

Confesso que este introitotodo é um pretexto para me desculpar do facto de todos nós termos enveredado pelo silêncio e inércia nos 81 anos de idade de Xidiminguana, comemorados a 3 de Agosto de 2017. Mas, como se costuma dizer, nunca é tarde parase desejar feliz aniversário, até porque ainda estamos no mês de Agosto. “Antes tarde que nunca”, diz um velho ditado.

Muitos não vão concordar comigo, mas deixa-me dizer que estamos habituados a ver o Vitorino Mazuze (retratado em várias músicas do cantor) a tomar a iniciativa de promover homenagens a este músico.

Acontece que este ano, o homem do chapéu, como também é conhecido o Vitorino Mazuze, decidiu dar oportunidade a outros e nada aconteceu. O aniversário de um dos emblemáticos músicos moçambicano está a passar em branco.

Não é a muitos dada tamanha longevidade. Exemplos não faltam: o Brasil e o mundo inteiro pararam para render homenagem ao seu ídolo, Caetano Veloso, que segunda-feira completou 75 anos de vida. Como Xidiminguana, ele também está cheio de energia.

Hoje falo de Xidiminguana, mas em minha opinião, Moçambique está repleto de artistas que pela sua longa carreira já não têm nada por provar e que, como tal, deviam ser mais acarinhados por todos nós,Estado, sector privado e sociedade civil. Refiro-me, por exemplo, a nomes como Zena Bacar, Gabriel Chiau, Djimo Mendes, Reinata Sadimba, Dilion Ndjindji, Wazimbo, Constantino Warila, José Mucavele, Chico António, Chico da Conceição, Naguib e Estêvão Mucavele.

Tudo isto foi para dizer parabéns Xidiminguana pelos 81 anos de vida e 66 de carreira e votos de muita saúde. Até ao próximo espectáculo, que rogo que não tarde.

 

António Mondlhane - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00