Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Opinião

Economia

O Afreximbank está a fazer um estudo sobre a economia de Moçambique, para depois definir em que áreas e com que montantes vai ajudar, disse à Lusa o director do ...

segunda, 16 julho 2018
Read more
Pub
SN

Desporto

A SELECÇÃO Nacional Sub-17 de Futebol defronta hoje a sua similar da Zâmbia, a partir das 12:30 horas, em Port Louis, nas Ilhas Maurícias, em partida inaugural do grupo ...

quinta, 19 julho 2018
Leia +

Nacional

A PROVÍNCIA de Tete registou durante o primeiro semestre do ano em curso 586 casos de mordedura canina contra 366 ocorridos em igual período do ano transacto, com maior destaque para a ...

quinta, 19 julho 2018
Leia +

EU ia a descer a pé, pela Avenida Vladmir Lénine em direcção à baixa da cidade de Maputo. Seguí por aquela via depois de descer do “my love”, onde fui maltratado até à  exaustão em todos os sentidos. Física e espiritualmente.

Na verdade gosto de conversar, e gosto também de ouvir as conversas dos outros. Muitas delas verdadeiras ao ponto de nos rebentarem com a alma. Outras, muitas também, são resultado da criatividade de quem as conta para matar o tempo. E eu estou ali no meio dos meus concidadãos, conversando numa boa, suportando as intermináveis paragens e o “anda-pára-anda”, criado pelos engarrafamentos rodoviários cada vez mais sufocantes.

Mas o pior de tudo são os apertos dentro da carroçaria, onde parecemos gado, que é rejeitado no matadouro por ser magro demais.

Agora estou livre. Vou descendo despreocupadamente a “Vladmir Lénine” abaixo com cheiro à catinga contaminado no meu corpo pelos meus concidadãos no “my love”. Este odor incomoda-me, apesar da minha liberdade, mas não posso voltar para casa tomar um banho e mudar de roupa. Para fazer isso tinha que apanhar outro “my love” para aumentar o “perfume”. E depois voltar, ainda noutro “my love”, com outro perfume de outra marca, mas com os mesmos sinais da transpiração dos homens e mulheres que se apinham diariamente na procura da vida. E isso seria trabalho interminável de um doente mental. Graças a Deus eu ainda “bato cem”. Penso assim. Porém, pode  ser que esteja equivocado!

Estou a cheirar o cheiro dos outros. Estou com dor na alma e não tenho como me livrar desse castigo. Não tenho carro próprio no qual viajaria sozinho como um verdadeiro egoísta, como está na moda. Lembrei-me do Jardim Tunduru. No lugar de continuar rectilineamente até à “25 de Setembro”, achei por bem passar pelo Tunduru, onde pelo menos iria respirar um pouco de ar puro e procurar esquecer isto. Entrei por ali e o que senti, realmente, foi uma lufada de ar fresco. Até certo ponto frio por causa das árvores vivas e verdejantes. E dos lagos artificiais que nos fazem esquecer a desordem da nossa cidade. Sem a copa das acácias.

Não me espantei quando vi jovens sentados nos bancos do Tunduru, conversando em plena manhã que devia ser de trabalho. Lembrei-me logo que estamos num país em que a juventude atravessa um momento difícil. Sem emprego, mesmo tendo concluído a formação superior ou tendo formação profissional. E eu estou a atravessar este jardim botânico renovado. Bonito. Acolhedor. Com todas as condições para renovar o espírito. E eu sinto uma lufada de ar fresco na minha alma ao descer para apanhar do outro lado, a Avenida Samora Machel, antes de chegar ao jornal Noticias, a  minha machamba.

Já agora, aproveito aqui para endereçar os meus parabéns ao Conselho Municipal por ter reabilitado o pulmão de Maputo. Já era sem tempo. Eu nunca tinha ido para ali desde que foi renovado porque o tempo, com este “corre-corre”, cada vez mais apertado, nunca sobra para relaxar. Foi a primeira vez que passei por ali e fiquei gratificado. É coisa bonita. Que deve orgulhar todos os moçambicanos, em particular os moçambicanos que vivem em Maputo. Estando aqui, a alma esquece tudo. Como agora, que já me esqueci dos perfumes do “my love”.

Aquele abraço!

Alfredo Macaringue

Sábados

TEMA DE ...

A alegoria da caverna de Platão é esclarecedora quanto ...

CLICKADAS

...

José Craveirinha, o nosso poeta maior, escreveu: “O ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction