Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

AS eleições autárquicas de 10 de Outubro corrente registaram uma diminuição considerável dos índices de abstenção comparativamente ...

sexta, 19 outubro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

O Embaixador da Alemanha em Moçambique, Detlev Wolter, considera as quintas eleições autárquicas realizadas no passado dia 10 de Outubro corrente, como terem decorrido num ...

quarta, 17 outubro 2018
Leia +

Economia

Osprodutores do algodão caroço da província do Niassa encaixaram durante o período entre Julho e Setembro deste ano, 276 milhões de meticais, como resultado da ...

sábado, 20 outubro 2018
Read more
Pub
SN

Desporto

COSTA do Sol-Ferroviário da Beira é um dos jogos mais aguardados da 28ª jornada do Campeonato Nacional, o Moçambola-2018, marcado para hoje, às 15:00 horas, no reduto ...

sábado, 20 outubro 2018
Leia +

Nacional

ESTÁ prevista para Fevereiro a conclusão e entrega das primeiras 175 casas em construção na aldeia de Quitunda, distrito de Palma, em Cabo Delgado, para albergar o ...

sábado, 20 outubro 2018
Leia +

A má qualidade das obras de construção de casas para o reassentamento das famílias vivendo no interior do Parque Nacional do Limpopo (PNL), no distrito de Massingir, em Gaza, está a impor alterações na estrutura base das novas infra-estruturas.

Com efeito, recentemente, as autoridades daquela área de conservação foram obrigadas a reconstruir mais de 20 residências de um total de 485 concluídas e já ocupadas.

A informação foi dada a conhecer ao “Notícias” pelo gestor de construções no PNL, Hélder Foliche, à margem da visita da governadora de Gaza, Stella Pinto Zeca, às obras de construção das casas, na localidade de Chitar, destinadas ao reassentamento da população de Bingo, zona tampão no interior do parque.

A fonte explicou que as referidas alterações consistem no aumento do número de pilares e vigas, incluindo o melhoramento do pavimento e do sistema de cobertura. A medida tem em vista evitar o surgimento precoce de fissuras nas paredes e/ou a danificação da cobertura, em caso de intempéries, facto que, aliás, sucedeu na primeira fase do projecto, obrigando os beneficiários a condicionarem, inclusive, a sua saída do parque para aquela zona.

Estas anomalias levaram a que a equipa técnica que lidera as obras se visse na contingência de demolir pelo menos 20 casas, que depois foram reerguidas obedecendo ao novo modelo que garante maior consistência.

O processo de reassentamento foi iniciado há quase duas décadas, com a construção, a partir de 2018, das primeiras residências do tipo II, nos postos administrativos Sede e Zulo. De acordo com as previsões feitas no início do projecto, deveriam ser construídas cerca de 1100 casas para igual número de famílias, mas dada a complexidade do processo, aliada à escassez de recursos financeiros para a rápida conclusão do projecto, o número de famílias foi crescendo até aos actuais 1800 agregados familiares, facto que obrigou as autoridades a incrementarem o número de residências para o reassentamento.

Neste momento, decorre a segunda fase do projecto, prevendo-se a construção de mais 720 casas, das quais 420 na aldeia de Macuachane, no posto administrativo de Mavodze.

Para a presente fase de construção de casas para o reassentamento, foram mobilizados cerca de 31 milhões de euros, resultantes dos acordos bilaterais entre KFW (financiador) e o Governo de Moçambique. Além da construção de casas, pretende-se que o mesmo valor assegure a instalação de infra-estruturas sociais, começando pelos sistemas de abastecimento de água nas zonas de reassentamento e outros serviços vitais.

A governadora de Gaza, Stella Pinto Zeca, chamou atenção dos gestores do parque para uma melhor comunicação, transparência e interacção com as comunidades, com vista a garantir que o processo de reassentamento não crie convulsões.

“Há que explicarmos às famílias beneficiárias das casas sobre quais são as melhorias que estão sendo dadas na construção das actuais residências comparativamente às anteriores”,disse a governante.

Segundo a chefe do Executivo de Gaza, há que se acelerar o processo de construção, não só das casas, mas também de todas as infra-estruturas sociais previstas no projecto, nomeadamente, energia, sistemas de abastecimento de água, entre outras.

Refira-se que a conclusão do processo de reassentamento está prevista para 2022.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction