Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

A PRESIDENTE da Assembleia da República, Verónica Macamo Ndlovu, desafiou os parlamentos africanos a apoiarem o combate efectivo à corrupção, com ...

terça, 23 outubro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

O Embaixador da Alemanha em Moçambique, Detlev Wolter, considera as quintas eleições autárquicas realizadas no passado dia 10 de Outubro corrente, como terem decorrido num ...

quarta, 17 outubro 2018
Leia +

Economia

O BANCO de Moçambique decidiu manter a taxa de juro de política monetária (taxa MIMO) em 15 por cento, travando a tendência de descida que vinha se verificando desde Abril ...

terça, 23 outubro 2018
Read more
Pub
SN

Desporto

O FERROVIÁRIO de Maputo, campeão nacional em título, perdeu ontem, por 64-74, com o Petro de Luanda, na estreia do Grupo “B”, da frase zonal VI de ...

terça, 23 outubro 2018
Leia +

Nacional

O MINISTÉRIO da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) adquiriu e distribuiu até Fevereiro último, na província de Nampula, 11.012 carteiras duplas, ...

terça, 23 outubro 2018
Leia +

O Chefe do Estado cabo-verdiano disse ontem que o seu país está a trabalhar numa proposta de mobilidade na comunidade lusófona (CPLP), adaptada a cada país, sublinhando a importância de conseguir avanços, nesta matéria, na cimeira de Julho, na ilha do Sal.

“Estamos a trabalhar numa proposta gradualista, com várias fases, o que pode permitir que cada país aceite aderir a uma parte de um programa de mobilidade. Pode um país aderir a tudo (livre circulação, livre residência, reconhecimento das certificações profissionais) e outros países aderirem a fases menos avançadas”, disse Jorge Carlos Fonseca, citado pela Lusa.

O Presidente da República de Cabo Verde falava a jornalistas, na Cidade da Praia, no final de uma reunião de preparação para a cimeira de Chefes de Estado da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), marcada para 17 e 18 de Julho na ilha do Sal.

Na reunião participaram também o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva, os ministros dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares, e da Cultura, Abraão Vicente, e o Secretário de Estado da Economia Marítima, Paulo Veiga, em representação do respectivo ministro.

A cimeira do Sal marca o arranque da presidência cabo-verdiana da organização e esta será uma das ideias que Cabo Verde vai apresentar como proposta de resolução/declaração nas áreas cultural e dos oceanos.

Jorge Carlos Fonseca defendeu que será preciso “criatividade e inteligência para ter um documento que represente inegavelmente um avanço, em termos de mobilidade, mas que  permita adaptar-se aos estados de cada país do ponto de vista do que pode aceitar em termos de mobilidade”.

"Há um documento apresentado por Portugal, que nós aceitamos, mas estamos a trabalhar num documento que também aceite e incorpore posições dos outros Estados membros para que seja mais facilmente discutível e aceite por todos. Um documento mais consensualizado", sublinhou.

Se um ou outro país tiver dificuldades em aceitar a versão 100, pode aceitar uma versão 75, ou 50. Pode um país estar de acordo com a livre circulação condicionada e levantar problemas às certificações profissionais, exemplificou.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction