A ORGANIZAÇÃO da Juventude Moçambicana (OJM) foi instada a manter os princípios de disciplina partidária e a coesão, de modo a permitir que o partido Frelimo continue vitorioso nos próximos pleitos eleitorais.

O apelo foi feito pelo secretário-geral da Frelimo, Eliseu Machava, na cerimónia de abertura da III sessão do Comité Central da organização, que decorre desde ontem na cidade de Maputo.

Eliseu Machava disse que a OJM tem de manter essa postura porque, para além de congregar um número significativo de membros da Frelimo, representa a esperança e o vigor desta formação política.

“A disciplina sempre caracterizou a acção política da Frelimo. Ao manter-se a disciplina, consolida-se a coesão interna e fortifica-se a união, impedindo-se, deste modo, qualquer tentativa de divisão no seio do partido”, sustentou.

Acrescentou que a organização tem a responsabilidade de inspirar os jovens moçambicanos a liderar a árdua missão de dinamizar a produção e a produtividade, com o trabalho, entrega, disciplina e educação.

“Toda a OJM tem a responsabilidade de continuar a liderar a juventude moçambicana, participando nos processos de transformação social, económico e cultural para a melhoria das condições de vida dos cidadãos”, indicou Eliseu Machava, sublinhando que a organização deve contribuir no combate ao HIV e Sida e outras doenças endémicas, criminalidade e outros males que enfermam a sociedade.

Segundo o secretário-geral do partido no poder, estes gestos vão demonstrar que a OJM e a Frelimo sempre colocaram os interesses do povo e da nação moçambicana acima de todos os outros interesses.

Disse que a sessão da OJM se realiza num momento importante para o partido, a preparação do 11º Congresso, que vai decorrer de 26 de Setembro a 1 de Outubro, no município da Matola.

“Será um momento áureo do partido, em que vamos aprovar os instrumentos de orientação interna, revitalizar os órgãos e vamos planificar, conjuntamente, as formas de actuação para fazer face aos desafios que o país enfrenta, com vista a continuar a servir, cada vez melhor, o povo moçambicano”, pressagiou o dirigente partidário.

Por seu turno, o secretário-geral da OJM, Mety Gondola, afirmou que esta organização vai continuar a manter-se na linha da frente, no combate a todas as más práticas que perigam o futuro da juventude. 

“Contrariamente ao que se tem dito, as mentes da juventude não estão à venda, pelo que a corrupção no nosso seio não vai encontrar espaço. Estamos cientes dos desafios, mas a disciplina e o orgulho que cada um de nós carrega faz nos crer que esses fenómenos não cabem na nossa organização”, assinalou.

Referiu que a III sessão do Comité Central da OJM, cujos trabalhos encerram hoje, vai discutir, entre outros temas, os problemas que afectam toda a juventude moçambicana, tais como a falta de habitação, educação e emprego, tendo em conta aquilo que tem sido feito pelo Governo para encontrar as soluções para estas inquietações.

“Os nossos debates serão na perspectiva de poder apresentar, ao 11º congresso da Frelimo, propostas de solução para os problemas que afectam a sociedade moçambicana”, assegurou o secretário-geral da OJM.

Entre os pontos de agenda deste encontro destacam-se a apresentação do relatório de actividades do secretariado do Comité Central da OJM, de Dezembro de 2015 a Maio de 2017; informe do Conselho Nacional da Juventude (CNJ) sobre as actividades de 2016 e perspectivas para este ano e do informe do Gabinete da Juventude Parlamentar.

Participam neste encontro membros do comité central da OJM, secretários provinciais e distritais da organização, presidentes dos conselhos provinciais da juventude e de outros órgãos do Frelimo.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 16 Fevereiro 2018
A autoridade gestora de recursos hídricos anunciou, esta semana, maus dias pela frente, no que diz respeito ao abastecimento de água às cidades de Maputo, Matola e Vila de Boane. Na origem da situação está o facto de a barragem dos Pequenos Libombos, o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Textáfrica: Gigante pode voltar a labutar
Terça, 13 Fevereiro 2018
PARALISADA há mais de duas décadas, a Textáfrica, gigante da indústria têxtil nacional localizado no bairro da Soalpo, na cidade de Chimoio, província de Manica, poderá voltar a produzir algodão, roupa e criar postos de trabalho. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

O PAÍS, de modo particular as zonas norte e centro, está a ser ...
2018-02-17 00:30:00
GLÓRIAMaria, hoje tive a certeza de que a terceira idade é um ...
2018-02-17 00:30:00
DESDE que a 7 de Fevereiro, o mais alto magistrado da nação anunciou, ...
2018-02-16 00:30:00
CÁ estou eu de novo, depois de um repouso que já roçava a ...
2018-02-16 00:30:00
DURANTE as escaramuças que opuseram as Forças de Defesa e ...
2018-02-16 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1628 visitantes em linha