A PROCURADORIA-GERAL da República (PGR) está a estudar a possibilidade de criação de uma unidade especializada para a recuperação de activos dos agentes do crime organizado.

Segundo a Procuradora-Geral da República, Beatriz Buchili, que falava há dias em Maputo, a instituição deverá ter um regime especial e funcionar com base em mecanismos próprios no combate às diversas formas de crime organizado.

A mesma tem em vista privar os agentes dos proventos derivados de actos criminosos, reduzindo, assim, o entendimento generalizado segundo o qual o “crime compensa”.

Nos dias que correm, pouco ou quase nada tem sido feito para recuperar os bens adquiridos ou açambarcados pelos agentes do crime organizado, pois, depois de cumprirem as penas, voltam a usufruir dos bens roubados ou adquiridos em esquemas de corrupção. É neste contexto que a unidade a ser criada irá tratar de recuperar todos os activos nas mãos dos elementos do crime organizado. 

“Aliado a esta componente, afiguram-se premente o reforço dos mecanismos de cooperação internacional. Para este tipo de situações, vincamos a necessidade de o Ministério Público reforçar a sua capacidade de garantir uma actuação mais vigorosa”, apontou Buchili.

Para a PGR há necessidade de, com o Ministério Público, estar-se atento à evolução que ocorre no domínio do crime organizado, tanto nas formas do seu cometimento, como da sofisticação dos meios usados para esta finalidade.

Apontou ainda a necessidade de haver uma maior articulação e coordenação das acções desenvolvidas pelo sector, visando o exercício das competências relativas ao controlo da legalidade das detenções e observância dos respectivos prazos, bem assim da inspecção das condições de reclusão nos estabelecimentos penitenciários e similares.

Neste aspecto, ressalvou, com todo enfoque, há necessidade de uniformização dos procedimentos de actuação.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 15 Dezembro 2017
A ASSEMBLEIA da República aprovou, esta semana, as propostas do Plano Económico e Social (PES) e do Orçamento do Estado (OE) para 2018. Trata-se de dois instrumentos importantes que vão orientar a acção governativa no próximo ano, com o intuito de... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Reinserção social em Sofala: Implementação de...
Quinta, 14 Dezembro 2017
Cerca de 14.800 combatentes registados na província central de Sofala, entre desmobilizados de defesa da soberania e democracia e veteranos da luta de libertação nacional, estão a melhorar as suas condições de vida, com a implementação, nos últimos tempos, de múltiplos projectos de reinserção social. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,55 60,70
ZAR 4,37 4,45
EUR 69,97 71,32

15.12.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ uns anos um deputado da Assembleia da República, meu amigo,  ...
2017-12-15 23:30:00
IMPLICÂNCIA sem motivos. É comum não nutrirmos simpatia por ...
2017-12-15 23:30:00
AS FESTAS!... EM boa verdade elas, sobretudo as que se avizinham, são ...
2017-12-14 23:30:00
DEFINITIVAMENTE  não sou dono do meu tempo. Nunca fui, e jamais serei. ...
2017-12-14 23:30:00
TERMINEI o último artigo manifestando pesar pelo facto de as obras de ...
2017-12-14 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1469 visitantes em linha