Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A COMISSÃO Nacional de Eleições (CNE) partilhou ontem, com diplomatas acreditados no país, o estágio de preparação das eleições de 2018 e 2019, garantindo que estão a ser cumpridas todas as actividades previstas no calendário eleitoral.

A informação foi prestada pelo presidente da CNE, Abdul Carimo Sau, num encontro destinado a estabelecer uma plataforma de trabalho conjunto, colaboração, diálogo, aconselhamento e inclusão de todos os que pretendem fazer parte dos próximos pleitos eleitorais no país.

“Com a marcação da data das eleições pelo Conselho de Ministros, iniciámos as nossas actividades com vista a que este ciclo eleitoral seja diferente, de sucessos, e para lograr este objectivo achamos que o diálogo e partilha de informações com todos os intervenientes pode ajudar”, explicou.

Indicou que desde Abril último a CNE está a trabalhar em matérias ligadas à realização do recenseamento eleitoral piloto, mapeamento dos locais onde este deverá ter lugar, questões logísticas, instalação dos órgãos de apoio ao órgão e inclusão dos técnicos indicados pelos partidos políticos no STAE.

Está em curso a discussão de questões ligadas ao processamento dos resultados, os prazos de divulgação dos resultados, prevenção de conflitos, credibilização do processo eleitoral e dos órgãos eleitorais, a circulação de informação e o envolvimento de toda a sociedade.

Entretanto, segundo afirmou, existem desafios, tais como a falta de instalações para o funcionamento dos órgãos de apoio da Comissão Nacional de Eleições; a necessidade de circulação de informação, bem como a criação de uma plataforma tecnológica que facilite o processo de comunicação com os diversos públicos.

“Neste momento, foi concluída a fase de instalação dos órgãos de apoio ao nível provincial, distrital e de cidade, onde decorrerão as eleições autárquicas de 2018, ao que se seguirá a sua formação em matérias de legislação eleitoral”, disse Abdul Carimo Sau.

Depois desta etapa, indicou, segue-se a integração dos técnicos dos partidos políticos com assento no Parlamento, no Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) e o recenseamento eleitoral, cujo período será fixado pelo Conselho de Ministros.

Alguns dos diplomatas presentes manifestaram-se satisfeitos com a abertura da CNE na organização das eleições autárquicas em 2018, e gerais em 2019, desejando que sejam transparentes e coroadas de êxitos.

O embaixador dos Estados Unidos da América, Dean Pittman, afirmou que o seu país está disposto a apoiar a Comissão Nacional de Eleições em tudo o que for necessário para que o processo não seja manchado por irregularidades.

A mesma disposição foi expressa pelo Ministro Conselheiro da Embaixada da Rússia, Alexander Muralov, que, entretanto, questionou a existência da capacidade de realização de campanhas de sensibilização e educação cívica, para uma maior participação dos eleitores.

Respondendo aos comentários, o presidente da CNE afirmou que o envolvimento do Corpo Diplomático visa criar condições para a sua participação nos pleitos eleitorais, desde a fase de organização, votação, divulgação de resultados e a resolução de contenciosos eleitorais.

“Não queremos que, posteriormente, venham reclamar de irregularidades eleitorais, daí apelarmos ao vosso envolvimento e contributo para que as próximas eleições sejam tranquilas”, concluiu.

Sábados

TEMA DE ...

É um facto que as autoridades municipais, há anos, enfrentam ...

...

A INFÂNCIA e a arte são universos muito próximos. ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction