Moçambique e Vietname firmaram, ontem, em Hanói, dois acordos de cooperação nas áreas de aviação civil e protecção e conservação de espécies selvagens. Os acordos são resultado da visita que o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário realiza àquele país asiático, a convite do seu homólogo, Nguyen Xuan Phuc.

Segundo informações apuradas pela AIM, o acordo sobre a conservação visa essencialmente promover a cooperação mútua na gestão e protecção da flora e fauna bravia, com realce para o controlo da caça furtiva e tráfico de produtos, bem como o cumprimento da convenção sobre o comércio internacional de espécies selvagens ameaçadas de extinção (CITES).

Ainda na esteira do acordo, está previsto intercâmbio de informação sobre as boas práticas e pesquisas na área de conservação; melhoria da participação das comunidades locais e outros intervenientes na protecção da fauna e flora; e transferência de tecnologias.

Moçambique e Vietname têm estado a reforçar os laços de cooperação no combate ao comércio ilegal de espécies de fauna bravia, face ao recrudescimento do tráfico ilegal de marfim e cornos de rinoceronte na África Austral e na Ásia.

O acordo selado no domínio da aviação civil tem por objectivo a prestação de serviços no tocante a sobrevoos e escalas técnicas.

Os dois acordos foram rubricados pela vice-Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Nyeleti Mondlane, pela parte moçambicana, e pelos vice-ministros das pastas da agricultura, e dos transportes e comunicações do executivo Hanói.

Falado sobre as conversações oficiais entre as partes, Carlos Agostinho do Rosário disse que as partes acordaram em continuar a troca de visitas ao mais alto nível nas dimensões governamental, parlamentar, empresarial, e outras.

Na luta pelo progresso mútuo, segundo Carlos Agostinho do Rosário, concordou-se que o Vietname vai continuar a cooperar na produção, investigação e transferência de tecnologias, principalmente no tocante à cultura do arroz. Actualmente, o Vietname está a implementar projectos de produção do arroz em Nicoadala, na província central da Zambézia.

Na componente de educação e formação, sabe-se que perto 40 bolseiros moçambicanos frequentam, actualmente, diversos cursos no Vietname, com destaque para as áreas de agricultura, medicina, veterinária, processamento de alimentos, e ciências náuticas.

No domínio empresarial, as partes sublinharam o facto de a Movitel, a terceira empresa de telefonia móvel no mercado moçambicano, fruto do investimentos da vietnamita Viettel, “ser uma bandeira notável da cooperação económica empresarial”.

Por sua vez, o Primeiro – Ministro vietnamita, Nguyen Xuan Phuc, congratulou, na ocasião, os esforços empreendidos pelo governo na dinamização do crescimento económico de Moçambique, e na preservação da cooperação com o Vietname.

Ainda ontem, Carlos Agostinho do Rosário manteve um encontro de cortesia com o secretário-geral do partido comunista do Vietname, Nguyen Phu Trong, e reuniu-se com a comunidade moçambicana no Vietname, maioritariamente constituída por estudantes.

Hoje, penúltimo dia da visita, o governante moçambicano deverá visitar uma fábrica de produção de sementes de arroz, a sede da Viettel, e reunir-se com o corpo diplomático de países africanos acreditados no Vietname.

Almiro Mazive, AIM, em Hanói

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00
HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2160 visitantes em linha