Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Moçambique e Vietname firmaram, ontem, em Hanói, dois acordos de cooperação nas áreas de aviação civil e protecção e conservação de espécies selvagens. Os acordos são resultado da visita que o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário realiza àquele país asiático, a convite do seu homólogo, Nguyen Xuan Phuc.

Segundo informações apuradas pela AIM, o acordo sobre a conservação visa essencialmente promover a cooperação mútua na gestão e protecção da flora e fauna bravia, com realce para o controlo da caça furtiva e tráfico de produtos, bem como o cumprimento da convenção sobre o comércio internacional de espécies selvagens ameaçadas de extinção (CITES).

Ainda na esteira do acordo, está previsto intercâmbio de informação sobre as boas práticas e pesquisas na área de conservação; melhoria da participação das comunidades locais e outros intervenientes na protecção da fauna e flora; e transferência de tecnologias.

Moçambique e Vietname têm estado a reforçar os laços de cooperação no combate ao comércio ilegal de espécies de fauna bravia, face ao recrudescimento do tráfico ilegal de marfim e cornos de rinoceronte na África Austral e na Ásia.

O acordo selado no domínio da aviação civil tem por objectivo a prestação de serviços no tocante a sobrevoos e escalas técnicas.

Os dois acordos foram rubricados pela vice-Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Nyeleti Mondlane, pela parte moçambicana, e pelos vice-ministros das pastas da agricultura, e dos transportes e comunicações do executivo Hanói.

Falado sobre as conversações oficiais entre as partes, Carlos Agostinho do Rosário disse que as partes acordaram em continuar a troca de visitas ao mais alto nível nas dimensões governamental, parlamentar, empresarial, e outras.

Na luta pelo progresso mútuo, segundo Carlos Agostinho do Rosário, concordou-se que o Vietname vai continuar a cooperar na produção, investigação e transferência de tecnologias, principalmente no tocante à cultura do arroz. Actualmente, o Vietname está a implementar projectos de produção do arroz em Nicoadala, na província central da Zambézia.

Na componente de educação e formação, sabe-se que perto 40 bolseiros moçambicanos frequentam, actualmente, diversos cursos no Vietname, com destaque para as áreas de agricultura, medicina, veterinária, processamento de alimentos, e ciências náuticas.

No domínio empresarial, as partes sublinharam o facto de a Movitel, a terceira empresa de telefonia móvel no mercado moçambicano, fruto do investimentos da vietnamita Viettel, “ser uma bandeira notável da cooperação económica empresarial”.

Por sua vez, o Primeiro – Ministro vietnamita, Nguyen Xuan Phuc, congratulou, na ocasião, os esforços empreendidos pelo governo na dinamização do crescimento económico de Moçambique, e na preservação da cooperação com o Vietname.

Ainda ontem, Carlos Agostinho do Rosário manteve um encontro de cortesia com o secretário-geral do partido comunista do Vietname, Nguyen Phu Trong, e reuniu-se com a comunidade moçambicana no Vietname, maioritariamente constituída por estudantes.

Hoje, penúltimo dia da visita, o governante moçambicano deverá visitar uma fábrica de produção de sementes de arroz, a sede da Viettel, e reunir-se com o corpo diplomático de países africanos acreditados no Vietname.

Almiro Mazive, AIM, em Hanói

Sábados

TEMA DE ...

A alegoria da caverna de Platão é esclarecedora quanto ...

CLICKADAS

...

José Craveirinha, o nosso poeta maior, escreveu: “O ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction