PAZ e reconciliação são as principais mensagens deixadas ontem pela comunidade muçulmana em Maputo, por ocasião do Ide-Ul-Adhá, a festa que assinala o sacrifício e constitui momento para pregar a harmonia e concórdia entre irmãos.

O presidente desta comunidade, Saleem Karim, disse que a celebração do Ide-Ul-Adhá sinaliza o tempo de alegria para todos os muçulmanos, porque representa o reconhecimento do dia em que o profeta fez o “curbano” ou o sacrifício do seu filho.

Segundo afirmou, os muçulmanos seguem este dia sacrificando um animal em memória do profeta. Reunidos num mesmo espaço, disse Sallem Karim, celebram o culto, pedindo ao profeta que conceda paz a todos os homens.

“Nesta data, temos uma mensagem muito forte, que é de paz para toda a comunidade moçambicana, em geral, e aos maometanos, em particular. Devemos reflectir sobre o esforço que o nosso Presidente da República, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, estão a realizar para o alcance de um acordo definitivo”, disse Karim, sublinhando que a maior esperança dos moçambicanos é que o entendimento seja chancelado o mais rapidamente possível.

O presidente da comunidade muçulmana considera haver uma enorme expectativa na sociedade, de que é possível o alcance da paz efectiva, para não perpetuar o sofrimento dos moçambicanos. Assim, apelou aos dois para que encontrem uma saída firme visando à restauração da tranquilidade país.

Questionado sobre o papel das igrejas na busca da paz, Saleem Karim indicou que todos devem apoiar os esforços em curso, recordando que quando o Presidente Nyusi visitou a comunidade muçulmana, em 2015, foi informado da disponibilidade de todos os religiosos em ir falar com o líder da Renamo onde quer que fosse.

“Temos de saber que ainda não estamos em paz, mas queremos que ela seja alcançada e definitiva. Temos consciência de que a guerra acabou há mais de 20 ano no nosso país e queremos que a nação se desenvolva de forma harmoniosa. Com a paz, todos os sectores poderão contribuir para o desenvolvimento, pois sem ela a economia não avança e os investidores não podem vir a Moçambique. Neste momento, estamos a ver que com o calar das armas, desde o ano passado, os investimentos melhoraram muito, e queremos que a situação evolua”, afirmou.

 

Saleem Karim apelou a todos os moçambicanos e aos muçulmanos, em particular, para assumirem o Ide-Ul-Adhá como um dia de reconciliação.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 789 visitantes em linha