O SECRETÁRIO-GERAL (SG) da Frelimo, Eliseu Machava, afirmou ontem, em Maputo, que os Acordos de Lusaka devem ser celebrados como a data da união dos moçambicanos que sempre souberam estar juntos e defender a mesma causa.

Machava disse que no dia 7 de Setembro, data em que se celebra a vitória sobre o colonialismo português, a Frelimo comemora os momentos em que conseguiu gerir cada situação, de modo a que os moçambicanos continuassem firmes no combate pela libertação do país.    

Falando na Praça dos Heróis, em Maputo, o secretário-geral do partido no poder indicou que o Dia da Vitória deve servir de reflexão sobre como os moçambicanos eram antes e como se devem comportar no presente e no futuro para superar os desafios que têm pela frente.

“Saudamos o povo moçambicano e, particularmente, os combatentes da luta de libertação nacional que souberam dar exemplo de união para defender a mesma causa. A celebração desta data lembra, igualmente, os momentos em que a Frelimo tinha de se manter firme no combate pela libertação do país, até à conquista da vitória, a 7 de Setembro”, disse Machava.

Afirmou que esta é altura de os moçambicanos reflectirem sobre os seus actuais desafios, nomeadamente a consolidação da unidade nacional, paz duradoira e aumento da produção e da produtividade.

“A expectativa que temos é que os moçambicanos vão compreender, uma vez mais, a importância da participação de cada um de nós para fazer face aos desafios que o país tem pela frente. Por isso, acreditamos que chegaremos lá”, indicou.

Sobre as negociações em curso para a paz efectiva no país, Eliseu Machava disse que a Frelimo confia no trabalho que está a ser realizado pelos dois líderes e pelas equipas que tratam das questões para as quais foram indicadas.

“O apelo é que todo este processo seja abraçado por todos os moçambicanos, em termos de facilitação, porque num trabalho em que se discute assuntos complexos é necessário que haja um bom entendimento entre as pessoas. Vamos confiar nos indivíduos indicados para realizar o trabalho, mas naturalmente cada um vai fazer o papel que lhe cabe”, acrescentou.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 797 visitantes em linha