Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A GOVERNADORA de Cabo Delgado, Celmira da Silva, disse, na cidade de Pemba, que a avaliar pelos esforços do Presidente da República visando a paz efectiva no país, a assinatura de um acordo com o líder da Renamo poderá concretizar-se antes do fim do ano em curso.

Falando a jornalistas momentos após a cerimónia de deposição de coroa de flores na Praça dos Heróis, a governante destacou que para os moçambicanos o mais importante é a reconciliação nacional, único caminho para o desenvolvimento do país.

“Segundo o último relatório sobre o ranking da competitividade dos países, Moçambique está no lugar muito abaixo de outros, devido a ameaças à paz. Os investidores receiam vir a Moçambique. Por esta razão, a competitividade dos nossos produtos vai baixando. É por isso que a paz deve ser entendida como um bem essencial para o desenvolvimento de um país”, afirmou.

Na capital provincial de Cabo Delgado, o 4 de Outubro foi marcado por uma marcha envolvendo funcionários, alunos de várias escolas e religiosos. O local escolhido para a realização de um culto ecuménico alusivo à data foi a Escola Secundária de Pemba, onde houve lugar para orações feitas por diversas congregações religioisas, implorando a Deus pelo dom da paz efectiva no país.

Anita Buanaiaque, da Comunidade de Santo Egídio, disse ao “Notícias” que a sua congregação é pela paz em Moçambique.

“A paz foi, desde sempre, o nosso principal objectivo. Como se sabe, foi a nossa congregação que influenciou a assinatura do Acordo Geral de Paz em Roma, que levou ao fim da guerra de 16 anos. Houve retomada do conflito e a igreja, mais uma vez, foi chamada a desempenhar o seu papel. Agora há tréguas, mas não vamos parar de rezar”, disse.

Para o sheik Aly Sumaily, os muçulmanos estão esperançados numa paz duradoura em Moçambique.

“Ouvimos e vimos o Presidente Nyusi sentado num tronco nas matas da Gorongosa à espera de Dhlakama. Ele veio, falaram e disseram que vão acabar com a guerra. Vamos continuar a pedir a Allah para que os dois líderes não mudem de ideia”, disse.

Nas celebrações do Dia da Paz em Cabo Delgado, a Renamo não se fez presente na Praça dos Heróis, tendo optado em organizar uma cerimónia paralela na sua sede provincial.

Alberto Bacar, membro deste partido,  justificou que a Renamo só se fará presente nas cerimónias oficiais quando o país tiver uma paz efectiva e duradoura.

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

A multiplicidade étnica e religiosa é, sem dúvida, uma ...

...

A busca por um sistema educacional que incluísse as línguas, ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction