A organização não-governamental (ONG) moçambicana Sala da Paz afirmou que é necessário encontrar uma solução para a província de Cabo Delgado, afectada pela actuação de grupos armados, para viabilizar o recenseamento eleitoral em curso.

“Em relação a Cabo Delgado é preciso que se encontre alguma solução e se identifiquem estes atacantes, que estão a inviabilizar o desenvolvimento e também o processo eleitoral”, disse Atanásio Matavel, da Sala da Paz, em conferência de imprensa realizada ontem em Maputo.

Desde Outubro de 2017, os ataques de grupos armados não identificados em Cabo Delgado, que tiveram origem em mesquitas, já provocaram, pelo menos, 150 mortos.

Para o activista, é necessário que se encontrem mecanismos para dialogar com os grupos armados, para que este “embaraço seja rapidamente ultrapassado”.

O recenseamento eleitoral em Moçambique, que começou na segunda-feira, terá duração de 46 dias e está orçado em 4000 milhões.

As eleições gerais moçambicanas estão marcadas para 15 de Outubro.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction