O ADMINISTRADOR do distrito de Nangade, António Chavo, disse que as ausências sistemáticas dos cerca de 600 funcionários públicos dos seus postos de trabalho, para irem levantar honorários nos distritos vizinhos de Mueda e Mocímboa da Praia, deixarão de ser permitidas, mercê da implantação, na sede distrital, ainda neste ano, de uma agência bancária naquela região, a norte de Cabo Delgado.

Segundo António Chavo, os funcionários chegam a levar em cada final do mês mais dois dias fora dos seus postos de trabalho por estas razões, situação que acaba por afectar negativamente a qualidade do serviço prestado ao público.

“A situação é mais crítica no sector da Educação, que afecta 65 por cento do total dos funcionários de todo o distrito”, explicou Chavo.

Informou-nos também que da parte do Governo do distrito tudo está a ser feito para “acarinhar” o projecto, tendo sido concedido ao investidor, o Banco Comercial de Investimentos (BCI), um espaço para a implantação da infra-estrutura.

Para além de facilitar a vida aos funcionários públicos, a agência bancária irá igualmente reduzir os riscos de roubo que os compradores da castanha de caju, principal cultura de rendimento praticada no distrito, incorriam durante o processo de aquisição daquele produto.

Para se ter uma ideia sobre o volume do dinheiro que em média circula por ano, apurámos que na última campanha de produção da castanha de caju, 2015/16, o distrito havia comercializado mais de 12 mil toneladas, o que fez com que os produtores encaixassem mais de 800 milhões de meticais.

Ossumane Mohamed, operador do sector hoteleiro, que tem “socorrido” as emergências de alguns funcionários, através do seu POS (cobrando uma taxa de 10 por cento sobre o valor solicitado), é da opinião de que a instalação de uma agência bancaria na sede do distrito é uma iniciativa a ser louvada.

“A instalação de um banco em Nangade vai permitir um maior crescimento das actividades económicas”, destacou Mohamed.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,16 61,29
ZAR 4,58 4,67
EUR 68,75 70,04

17.07.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

MUITOS dos que na sua rotina diária passam pela zona onde perfilavam barracas ...
2017-07-24 07:25:15
DEU para ver, numa das sextas-feiras, pouco depois das 21.00 horas, em plena Avenida ...
2017-07-24 07:23:34
ENQUANTO muitos debatem a opinião do Chefe do Estado moçambicano sobre ...
2017-07-21 23:30:00
O FUTEBOL é um dos desportos mais “cabeça dura” que ...
2017-07-21 23:30:00
HÁ dias o académico José Diquissone Tole, também ...
2017-07-21 23:30:00