RAPTOS, sobretudo de pessoas portadoras de albinismo, linchamentos, assassinatos e roubos com recurso a armas de fogo, constituem os principais crimes que abalaram alguns centros urbanos da província de Inhambane durante o primeiro semestre do presente ano.

O facto foi revelado recentemente no decurso dos trabalhos do XIV conselho provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM), encontro que decorreu sob o lema “42 Anos Prevenindo e Combatendo o Crime, Acidentes de Viação, Promovendo um Ambiente Sustentável para a Atracção de Investimentos”.

Não obstante estas ocorrências que perturbaram a ordem e segurança públicas, a Polícia considera positivo o trabalho desenvolvido pela corporação durante os primeiros seis meses deste ano.

Com efeito, de acordo com dados avançados no encontro, durante o período em análise constatou-se que a criminalidade reduziu em 70 casos criminais.

Estes números representam uma resposta policial na ordem de 86,4 por cento, contra 85 por cento alcançados em igual período do ano passado como resultado do esclarecimento de 121 crimes, contra os 180 esclarecidos nos primeiros seis meses de 2016.

Os crimes que ocorrem com maior frequência são furtos qualificados, roubos e fogo posto, no grupo dos delitos contra o património, e homicídios voluntários, ofensas corporais e violações, nos crimes contra pessoas.

No período em análise foram registados dois rouboscom recurso a arma de fogo, dos quais um já foi esclarecido. Trata-se de um caso registado em Govuro, em que uma quadrilha composta por quatro elementos, munidos de uma pistola, introduziram-se num estabelecimento comercial e, na sequência da intervenção policial, um dos meliantes, J. M. Domingos, foi alvejado mortalmente. O outro, ainda não esclarecido, registou-se na cidade de Maxixe, em que indivíduos não identificados se dirigiram à residência de um agente económico onde, depois de imobilizarem o guarda, ameaçaram as vítimas e roubaram 400 mil meticais em dinheiro, entre outros pertences.

No mesmo período, quatro indivíduos, incluindo um pastor da Igreja Universal de Reino de Deus, foram detidos em Massinga acusados de perseguir e raptar naquele ponto uma pessoa com problemas de pigmentação da pele.

No distrito de Inharrime duas pessoas foram linchadas pela população alegadamente depois de surpreendidas a roubar cabritos. Tratou-se do terceiro caso do género a ocorrer neste ponto de Inhambane.

POLÍCIA NEUTRALIZA E RECUPERA BENS

Em face desta aparente alteração da ordem e segurança públicas, a PRM desencadeou operações visando neutralizar os criminosos, acções que resultaram naapreensão de seis armas de fogo de tipo pistola, 246 munições de AKM e oito de revólveres.Ainda foram apreendidas das mãos de caçadores furtivos e nos esconderijos de fabricação 51 armas de caça, todas de fabrico caseiro.

Nas operações policiais foram ainda recuperadas 20 viaturas, contra 31 de igual período do ano passado, das quais cinco roubadas em Maputo, quatro na África do Sul, igual número em Gaza e sete nesta província.

As acções operativas culminaram com o desmantelamento de duas quadrilhas que actuavam com recurso a armas de fogo e sete dos oito elementos que compunham estes grupos foram detidos, aguardando o seu julgamento.

Um dos grupos foi neutralizado nopovoado de Mocumba, distrito de Homoíne, em assaltos com recurso a armas de fogo e deteve quatro meliantes com idades compreendidas entre 21 e 32 anos, ambos residentes na cidade de Maxixe, e o outro em Morrumbene, mercê das denúncias populares.

No acto da revista foram apreendidas duas armas de fogo, ambas do tipo pistola, sendo um revólver de fabrico brasileiro e outra vietnamita.

No âmbito das diligências para o esclarecimento de casos de furtos sistemáticos de motos, os agentes do SERNIC recuperaram 13 motorizadas, sendo oito no povoado de Madendere e uma na cidade de Xai-Xai, na província de Gaza, e três no distrito de Zavala e uma na cidade de Maputo. Todas haviam sido roubadas na província de Inhambane e foram entregues aos legítimos proprietários.

VICTORINO XAVIER

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00