Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Opinião

Politica

O segundo vice-presidente da Assembleia da República, o deputado Younusse Amad, disse quinta-feira, em Maputo, que em Moçambique existem pessoas com deficiência economicamente ...

quarta, 09 janeiro 2019
Leia +

Economia

A Plataforma Integrada dos Serviços ao Cidadão (e-BAU) apenas cobre quarenta distritos dos 150 existentes no país, com destaque para os das capitais provinciais com elevado ...

sábado, 23 junho 2018
Read more
Pub
SN

Desporto

O FERROVIÁRIO de Maputo, líder da prova, joga esta tarde no reduto do Textáfrica, campo da Soalpo em Chimoio, onde vai testar o seu poderio, atendendo e considerando que o ...

sábado, 23 junho 2018
Leia +

Nacional

O Conselho Municipal da cidade de Pemba, capital da província de Cabo Delgado, garante que, finalmente, dispõe de fundos, cerca de 60 milhões de meticais, para a ...

sábado, 23 junho 2018
Leia +

O BANCO Nacional de Investimento (BNI), em parceria com a Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze, lançou recentemente uma linha de financiamento para o agro-negócio e empreendedorismo ao longo da bacia hidrográfica do Zambeze.

O director de Assessoria e Estruturação Financeira do BNI em Tete, Júlio Rafael, disse que neste momento o Banco tem disponíveis 400 milhões de meticais que serão aplicados em projectos de agro-negócios, com o custo mínimo de 800 mil meticais.

O BNI propõe-se também a financiar, com o montante disponível, investimentos privados em equipamentos que tenham um custo mínimo de um milhão e duzentos mil meticais.
“Na componente do empreendedorismo, o financiamento destina-se a jovens recém-formados, e o valor máximo a conceder a cada projecto é 800 mil meticais”, disse.
Segundo a fonte, as taxas de juro cobradas pelo BNI pelos empréstimos variam entre 10 e 15 por cento, dependendo do projecto.

O director-geral da Agência do Desenvolvimento do Vale do Zambeze, Roberto Albino, garantiu que a primeira iniciativa a beneficiar do financiamento é de produção de 5 mil toneladas de arroz no distrito de Nicoadala, na província da Zambézia.
Roberto Albino afirmou que a parceria com o BNI irá libertar a Agência do Vale do Zambeze da responsabilidade de financiar projectos, concentrando-se, por conseguinte, na sua vocação, que é conceder assessoria e assistência técnica aos mesmos, bem como apoiar a implementação de programas que desenvolvam a região.

“As linhas de financiamento ao agro-negócio e ao empreendedorismo vão beneficiar os produtores de pequena e média escala e visam estimular a sua competitividade, geração de renda e de oportunidades de emprego”, frisou Roberto Albino.

A sociedade com o Banco, ainda de acordo com o director da Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze, vai também estimular a colocação, nos mercados nacional e estrangeiro, de produtos daquela região nos próximos 5 anos, já que estão projectadas 200 mil toneladas de alimentos diversos, dos quais 30 por cento representam a contribuição do arroz.

Bernardo Carlos

 

Sábados

TEMA DE ...

É um facto que as autoridades municipais, há anos, enfrentam ...

...

A INFÂNCIA e a arte são universos muito próximos. ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction