Quinhentos médicos tradicionais (curandeiros), da província de Sofala, beneficiaram neste ano de formação em matérias ligadas a cuidados primários de saúde.

A iniciativa enquadra-se no reforço da articulação entre a medicina tradicional e convencional.

O Chefe do Departamento de Saúde Pública, na direcção provincial de Saúde em Sofala, Fino Massalambane, disse que nem todas as doenças são tratadas pelos médicos tradicionais.

Massalambane explicou que a relação entre os médicos tradicionais e o Serviço Nacional de Saúde em Sofala é positiva. (RM)

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00