Deverão arrancar ainda este mês as obras de asfaltagem da Estrada Regional nº 482 (ER482) no troço que estabelece a ligação entre as sedes distritais de Homoíne e Panda, na província de Inhambane.

Trata-se da continuação dos trabalhos iniciados na cidade da Maxixe com a asfaltagem de uma secção daquela rodovia à vila de Homoíne, no quadro do projecto que visa melhorar as condições de circulação de pessoas e bens.

Para a execução dos trabalhos, de acordo com o delegado da Administração Nacional de Estradas (ANE), Elcídio Parruque, o empreiteiro, a quem foram adjudicadas as obras, terminou o processo de mobilização do equipamento para a vila de Homoíne.

Com uma extensão de 49 quilómetros, a estrada Homoíne/Panda foi subdividida em três secções, sendo que as obras da sua reabilitação e asfaltagem durarão três anos.

A primeira secção compreende uma extensão de 12 quilómetros a partir da vila de Homoíne, cujas obras estão avaliadas em 113 milhões de meticais. A segunda, com 20 quilómetros, a sua execução foi planificada para o próximo ano, sendo que a terceira e última, com uma extensão de 17 quilómetros, deverá ser asfaltada em 2019.

O delegado da ANE em Inhambane disse que os trabalhos compreendem também o melhoramento de algumas ruas da vila de Homoíne, estando o empreendimento orçado em 373.489.719,50 meticais a serem desembolsados pelo governo. Explicou que a execução das obras constitui o culminar do projecto, que iniciou com a pavimentação da secção Homoíne/Maxixe e Homoíne/Marrengo.

O governo provincial pretende estabelecer as ligações interdistritais com estradas pavimentadas, nomeadamente nos distritos de Inharrime, Panda e Homoíne, de forma a viabilizar o escoamento de excedentes agrícolas a partir dos pólos de produção e, desta forma, facilitar o processo de comercialização.

Aliás, foi com este propósito que há dez anos o executivo de Inhambane lançou o projecto de intervenção no sector de estradas com recurso ao calcário que, misturado com outro material, daria uma durabilidade necessária às rodovias intervencionadas com baixos custos.

Os distritos de Panda e Funhalouro são potenciais produtores do calcário, razão pela qual, no âmbito desta iniciativa, foi estabelecido um estaleiro na região de Inhasssune, em Panda, para a produção e fornecimento deste material para a construção de estradas.

A primeira experiência foi implementada por uma empresa zimbabweana que, devido a várias razões, não cumpriu na íntegra com o projecto, tendo sido substituída pela empresa J.J.R para a conclusão da pavimentação do troço Maxixe/Homoíne, em 2014.

VICTORINO XAVIER

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00