ESTÁ a aumentar o número de alunos que consomem bebidas alcoólicas e estupefacientes nas escolas da cidade de Quelimane. Não raras vezes, os alunos dos estabelecimentos de ensino, localizados no centro da cidade, têm sido vistos nas barracas do bairro Administrativo a ingerirem bebidas e drogas em pleno período lectivo, comportamento que está a preocupar meio mundo, incluindo os próprios vendedores.

Recentemente, testemunhámos casos de alunos das escolas secundárias de Quelimane, Patrice Lumumba, 25 de Setembro e Primária de Quelimane envolvidos no consumo de bebidas alcoólicas nas barracas do bairro Administrativo e nalgumas ruas fechadas, como, por exemplo, na Av. Marginal.

Alguns colegas dos visados, que conversaram com a nossa Reportagem, confirmaram que é frequente parte desses alunos consumirem bebidas alcoólicas para depois dirigirem-se às salas, perturbando o curso normal das aulas.

M. Assubuge, aluna da Escola Secundária Geral de Quelimane, disse, por exemplo, que, para além de alunos internos, tem aparecido amiúde estudantes de outras escolas já embriagados para perturbar as aulas. Aliás, sem avançar detalhes, a direcção da escola confirmou a ocorrência destes casos.

Como medida para inverter o cenário, os nossos entrevistados entendem que a PRM deveria patrulhar as barracas e outros locais de concentração de jovens, desencorajando tais práticas.

Maria Amosse, Colaboração 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00