A electrificaçãodas novas sedes distritais deverá ser concluída até ao primeiro semestre do próximo ano, estando já garantidos os cerca de 18 milhões de dólares norte-americanos que a Electricidade de Moçambique (EDM) precisa para o efeito.

A garantia foi dada há dias no distrito de Derre, na Zambézia, por Mateus Magala, presidente do Conselho de Administração da EDM, acrescentando que a ligação à rede nacional de energia eléctrica vai viabilizar projectos de desenvolvimento e maximizar a exploração de recursos existentes.

Magala exortou a população e os investidores a explorarem, ao máximo, a energia eléctrica e gerar transformações sociais e económicas que o recurso permite. Dirigindo-se aos residentes de Derre, Luabo e Gúruè, o gestor da EDM disse ser hora de a população pensar na implantação de pequenas, médias e grandes empresas para a transformação da matéria-prima em produtos acabados, relançar o turismo e demais actividades que possam desenvolver a província da Zambézia.

De acordo com Magala, que visitou os projectos em curso na Zambézia, a EDM está a investir 1.5 milhão de dólares na electrificação de Derre, no Vale do Zambeze. Mais de três mil pessoas terão energia eléctrica neste distrito, podendo ainda beneficiar as instituições públicas, como escolas, unidades sanitárias, entre outras. 

“Temos de estar preparados para quando a energia chegar sabermos como tirar proveito para o nosso desenvolvimento”, disse, acrescentando que a empresa está a mobilizar recursos para a melhorar a sua qualidade.

Já no Gúruè, Magala prometeu melhorar a qualidade de energia, dado o nível de investimentos em empreendimentos fabris. Nos últimos cinco anos, mais de 150 milhões de dólares foram investimentos no agro-processamento, negócios e serviços, havendo queixas sobre a qualidade de energia.

Entretanto, o responsável afirmou também que a EDM está a trabalhar no sentido de saldar a dívida que tem com a Hidroeléctrica de Cahora Bassa. O valor, estimado em cerca de 90 milhões de dólares, deveria ter sido pago no ano passado.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00