UM indivíduo que se fazia passar de Polícia de Guarda Fronteira foi detido, há dias, em Vandúzi, em Manica. Na posse do meliante foi encontrado com um par de fardamento daquela subunidade e um outro que trajava na altura.

Trata-se de Jorge Jeque, de 34 anos de idade, que confessa o crime, dizendo que teria subtraído o uniforme em Matalane, onde como militar foi instrutor de um grupo de polícias para especialidade de Guarda Fronteira.

Uma vez desmobilizado, Jeque diz ter ficado com o uniforme apenas para a sua recordação, sendo que certas vezes, porém, usava-o por motivações criminosas, mas como simples vestuário que mantinha no seu guarda-fato.

Jeque mostrou, todavia, arrependimento por ter trajado o uniforme, referindo que teria-o feito influenciado pelo álcool. Sublinhou que nunca usou a farda para a prática de quaisquer actos criminais.

Aliás, segundo se defendeu, ele teria sido formado como militar para aniquilar o inimigo, não fazendo sentido que vergasse o uniforme policial para outros fins.

Ainda no Comando distrital da PRM de Vandúzi encontra-se detido Anili Serafim, de 34 anos de idade, natural de Quelimane, indiciado de roubo de material eléctrico para o fabrico de panelas de alumínio.

Ele nega ser ladrão de cabos eléctricos e afirma que as 50 panelas encontradas na sua posse teriam sido compradas no Dondo, província de Sofala, numa suposta fábrica artesanal para revendê-las depois no distrito de Manica, tendo sido preso no cruzamento de Tete, em Chogodore.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00