Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

Decorre este sábado e domingo um encontro para a apresentação das contribuições das auscultações feitas pela Sociedade Civil sobre o Anteprojecto da ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

Nacional

A primeira fábrica de leite esterilizado em Moçambique está a ser construída no distrito de Sussundenga, na província de Manica, prevendo-se que venha a cobrir ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

A SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-23 joga esta tarde (15:00 horas) cartada decisiva em Manzini frente à sua congénere de eSwatini, na segunda “mão” ...

terça, 20 novembro 2018
Leia +

Economia

O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, anunciou hoje na Assembleia da República ter sido encontrada uma solução para retomar o funcionamento das ...

quarta, 21 novembro 2018
Read more

Tecnologias

O Governo dos Estados Unidos, através do Projecto Feed the Future, Comércio de Sementes da África Austral, anunciou ontem uma doação de cem mil dólares ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

O “MAL-do-Panamá”, umadoença que afecta a cultura de banana, da espécie maçã e prata, está a ameaçar a produção desta fruta na farma da Jacarandá, no distrito de Chiúre, extremo sul de Cabo Delgado.

De acordo com o gestor da farma, Paulo Henriques, semanalmente 15 plantas secam e são abatidas, situação que preocupa sobremaneira a firma.

Ele fez saber que a praga infecta com muita rapidez, fazendo com que as plantas afectadas morram volvidos poucos dias, situação que faz com que o bananal perca a sua viabilidade económica.

Para contornar o problema, ainda de acordo com Paulo Henriques, a empresa vai investir na aquisição de novas variedades tolerantes e resistentes a esta doença.

Outro constrangimento apresentado tem a ver com a insuficiência de água para irrigar os campos, sobretudo no tempo seco, altura em que algumas plantas têm dificuldades de receber água suficiente, acabando por baixar a produção.

O gestor da Jacarandá falou igualmente da dificuldade das vias de acesso. “Quando chove esta estrada fica uma lástima, os camiões porta- contentores, não conseguem chegar até aqui, somos obrigados a transportar a banana em tractores para depois fazer o baldeamento. Isso nos traz prejuízos, porque facilmente a banana se estraga durante o manuseamento” - explicou.

Apesar destas dificuldades arroladas, a fonte diz que o negócio de banana ainda é rentável, razão pela qual a empresa projecta aumentar as áreas de produção.

O bananal da Jacarandá ocupa uma área de 100 hectares, no Posto Administrativo de Ocua, concretamente na aldeia Samora Machel, nas margens do rio Lúrio, que separa as províncias de Cabo Delgado e Nampula.

A Jacarandá emprega actualmente 60 trabalhadores permanentes, na sua maioria locais, e em tempos de empacotamento da banana, têm sido contratados trabalhadores sazonais.

Paulo Henriques disse ao nosso Jornal que a colheita semanal é de dois contentores em tempo de chuva e um na época seca.

“O nível de produção é satisfatório, por exemplo de Janeiro a Maio, que é tempo de chuva e de muita humidade, a gente consegue encher por mês cerca de 6 contentores. No tempo seco não temos conseguido esta quantidade devido a escassez de água para irrigação dos campos”.

Henriques acrescentou que o maior mercado da banana da sua farma é Dubai, “mas temos que diversificar o mercado, por isso estamos a exportar também para África do Sul, porque em Dubai há muita concorrência, uma vez que na Ásia existem muitos países produtores de banana. Localmente temos fornecido 1 tonelada por semana a “Shoprite” em Pemba”.

A produção de banana em moldes industriais, em Chiúre, de acordo com o gestor da Jacarandá, iniciou com os trabalhos preliminares que se cingiram ao desbravamento da mata para abertura de campos de produção. Seguiu-se a importação, da vizinha África do Sul, de cerca de 220 mil mudas de bananeiras que, actualmente, já se multiplicaram numa área de 100 hectares, divididos em dois blocos de 50 cada. 

Jonas Wazir

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction