Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

GARANTIR maior transparência na gestão dos recursos naturais para assegurar a sua sustentabilidade para o benefício da economia nacional e do desenvolvimento do país ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

Nacional

A primeira fábrica de leite esterilizado em Moçambique está a ser construída no distrito de Sussundenga, na província de Manica, prevendo-se que venha a cobrir ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

A SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-23 joga esta tarde (15:00 horas) cartada decisiva em Manzini frente à sua congénere de eSwatini, na segunda “mão” ...

terça, 20 novembro 2018
Leia +

Economia

O GOVERNO vai continuar a apoiar o desenvolvimento da pesca sustentável, introduzindo reformas que garantam a preservação dos recursos pesqueiros para as gerações ...

quarta, 21 novembro 2018
Read more

Tecnologias

A PREVENÇÃO e combate aos crimes cibernéticos e a provisão de serviços públicos digitais de qualidade ao cidadão foram a tónica dominante do I ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

A HCB não prevê abrir os descarregadores da barragem na presente época chuvosa, a menos que a quantidade de precipitação conduza a níveis aceitáveis de armazenamento de água, ao contrário do que acontece actualmente.  

Gustavo Jessen, hidrologista da HCB, disse ao “Notícias” que, actualmente, o nível de armazenamento de água na albufeira é de acerca de 30 mil milhões de metros cúbicos contra os 52 mil milhões de metros cúbicos da sua capacidade ideal.

Com a abertura de comportas fora de hipótese, as zonas à jusante da Hidroeléctrica da Cahora Bassa poderão estar menos propensos a cheias, embora persistam riscos de inundações devido à precipitação que se faz sentir e aos caudais de alguns afluentes do Zambeze.

A ideia, ao manter fechadas as comportas, é melhorar o encaixe de água na albufeira, cuja cota para a produção de energia está abaixo do desejado em cerca de quatro metros.

 “O nível de água na albufeira está bastante baixo e por isso para medidas de encaixe e contenção, este ano, novamente, não vamos abrir as comportas, salvo em situação, completamente fora de normal que possa ocorrer’’, assegurou Gustavo Jessen.

Baseando-se nas previsões meteorológicas, a fonte indicou que este ano, a precipitação esperada ao longo de toda a bacia do Zambeze, durante os meses de Fevereiro e Março será acima de normal.

Este facto vai contribuir para a recuperação do armazenamento de água suficiente para o melhoramento da qualidade de produção da HCB.

“Neste momento as comportas da barragem da HCB estão fechadas porque a albufeira não tem água suficiente e se usarmos demasiadamente incorrermos em outras situações não agradáveis no empreendimento quer na produção de energia como na segurança do paredão da barragem”, explicou o hidrologista.

Gustavo Jessen admitiu que, em caso de muita chuva e de elevação da capacidade de encaixe na albufeira, a empresa será obrigada a efectuar algumas manobras operacionais que consistirão em descargas consecutivas para se evitar que a água galgue o paredão da barragem.

Caso a seca se prolongue entre os meses de Fevereiro e Março deste ano, o Conselho de Administração da empresa, será obrigada a efectuar uma replanificaçao das suas acções de acordo com a disponibilidade de água.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction