OITO expositores, entre editoras e livrarias, estão na feira de livro ao ar livre patente defronte à Biblioteca Nacional de Moçambique (BNM) para celebrar o Dia Mundial do Livro e Direitos do Autor, que se assinala neste domingo, 23 de Abril.

Aberto desde segunda-feira, o evento consiste na exposição, venda e oferta de livros aos visitantes da feira, como forma de incentivar o gosto pela leitura e valorizar os direitos autorais, segundo Jorge Jairoce, director da BNM.

Para assinalar esta efeméride, a Biblioteca Nacional de Moçambique programou uma série de actividades que tem lugar hoje, entre as quais uma palestra subordinada ao tema “As novas tecnologias no contexto dos Direitos do Autor”.

A palestra será proferida por Luís Cabral, do Centro de Informática da Universidade Eduardo Mondlane (CIUEM), com a moderação de Julieta Nhane, directora de Marcas e Patentes no Instituto de Propriedade Industrial (IPI).

De acordo com Jorge Jairoce, também está prevista uma mesa redonda sobre “Estágio da literatura moçambicana e importância do livro”, a ser orientada pelo médico, escritor e antigo ministro da Saúde Hélder Martins.

A escritora infanto-juvenil Fátima Langa vai falar sobre este género literário, numa conversa que terá a moderação de Abudo Machude, docente da Faculdade de Letras e Ciências Sociais (FLCS) da Universidade Eduardo Mondlane.

“Esta efeméride é assinalada no domingo e nós decidimos antecipar as suas celebrações para hoje como forma de mostrar a sua importância e não deixar a data passar em branco”, explicou Jorge Jairoce.

Acrescentou que esta é ainda uma maneira de valorizar o livro e reconhecer a importância dos autores através da demonstração da necessidade de valorização dos seus direitos enquanto criadores e inovadores.

Este evento ocorre num momento em que o Conselho de Ministros acaba de aprovar o decreto que reconhece a natureza, competências e atribuições da BNM visando acompanhar a dinâmica das mudanças estruturais do país e do mundo.

Este decreto estabelece as condições necessárias para a edificação de uma BNM moderna e que responda aos desafios tecnológicos da actualidade.  

 Ler e Compreender” premeia vencedores

O FUNDO Bibliográfico de Língua Portuguesa (FBLP) procede hoje, em Maputo, à entrega dos prémios aos vencedores da quinta edição do concurso “Ler e Compreender”.

O acto, que terá lugar no Estúdio Auditório da Rádio Moçambique, será dirigido por Nataniel Ngomane, presidente do FBLP, e contará com representantes dos ministérios de Educação e Desenvolvimento Humano, Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, Administração Estatal e Função Pública, entre outras entidades.

Foram finalistas deste concurso os alunos das escolas primárias completas Estrela do Oriente e Lhanguene Piloto, para a 7,ª Classe, e das secundárias da Machava e Liberdade, para a 10.ª Classe.

Os vencedores e seus professores receberão livros literários e científicos.

Criado com o objectivo de promover e incentivar o gosto pela leitura nos adolescentes e jovens em idade escolar, a premiação vai, segundo os seus mentores, apoiar os processos de ensino e aprendizagem através da disponibilização de materiais de leitura complementares aos programas escolares.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,10 61,27
ZAR 4,57 4,65
EUR 67,42 68,73

23.05.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

DEPOIS de um ambiente de quase “cortar à faca” a ...
2017-05-26 23:30:00
A VERDADE é que ele já não está aqui. Faltou a esta aula ...
2017-05-26 23:30:00
HÁ mortos que decididamente se recusam a regressar ao pó donde vieram. ...
2017-05-26 07:15:16
CORRO o risco de ser incompreendido ao abordar um assunto tão delicado como ...
2017-05-25 23:30:00
BRASIL, esse gigantesco país, que me faz lembrar a Suíça, por ...
2017-05-25 23:30:00