O Centro Cultural Franco-Moçambicano inaugura hoje, terça-feira, uma exposição com tema “Metamorfoses debaixo do Trópico de Capricórnio” de Francisco Sepúlveda.

O objectivo desta exposição é de apresentar o universo mágico e misterioso do artista latino-americano Francisco Sepúlveda, a sua mitologia interior que se mistura com a realidade de dois continentes: a América Latina e África.

O artista inspira-se na herança cultural do seu país natal, assim como nas suas incessantes e numerosas viagens para melhor moldar o seu universo.

Da Ilha de Páscoa à Ilha de Robinson Crusoé, da Bolívia à Amazónia, do México a Cuba, da Lituânia aos Balcãs, da Grécia ao Mali... todas essas experiências enriquecem a obra do artista, assim como a descoberta deste novo país que o encanta: Moçambique.

Francisco Sepúlveda, de 40 anos de idade, é natural de Santiago do Chile, estuda desenho, pintura e gravura na Escola de Belas-Artes de Santiago e no Atelier Wilfredo Lam, onde explora técnicas experimentais de gravura.

O artista exibe sua arte desde 1995 em França, na Suíça, na Alemanha, nos Estados Unidos e na América Latina.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,74 61,93
ZAR 4,59 4,68
EUR 71,31 72,71

21.08.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

AS más práticas são para serem desencorajadas e as boas ...
2017-08-21 07:19:38
“OLHA, está aqui na portaria um senhor que pede para falar com um ...
2017-08-20 23:30:00
COMO comuns mortais, andamos condenados a ver tudo e mais alguma coisa que nos leva ...
2017-08-20 23:30:00