Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

GARANTIR maior transparência na gestão dos recursos naturais para assegurar a sua sustentabilidade para o benefício da economia nacional e do desenvolvimento do país ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

Nacional

MOÇAMBIQUE completou na sexta-feira a electrificação das 154 sedes distritais, o que constitui um marco na história de expansão da rede eléctrica nacional. ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

A SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-23 joga esta tarde (15:00 horas) cartada decisiva em Manzini frente à sua congénere de eSwatini, na segunda “mão” ...

terça, 20 novembro 2018
Leia +

Economia

O GOVERNO vai continuar a apoiar o desenvolvimento da pesca sustentável, introduzindo reformas que garantam a preservação dos recursos pesqueiros para as gerações ...

quarta, 21 novembro 2018
Read more

Tecnologias

A PREVENÇÃO e combate aos crimes cibernéticos e a provisão de serviços públicos digitais de qualidade ao cidadão foram a tónica dominante do I ...

quarta, 21 novembro 2018
Leia +

O músico Gabar Mabote lança sábado, na cidade de Maputo, o seu primeiro álbum, intitulado “Unganipoile”, depois de mais de 30 anos de uma carreira marcada por sucessos e episódios que o afastaram dos palcos e obrigaram-no a viver na “invisibilidade”.

Dos problemas enfrentados pelo artista destaca-se o envolvimento com bebidas alcoólicas e doença, que tornaram a sua condição física e financeira débil.

Apesar dos dramas da vida, a voz do músico manteve-se impudente e firme e com ajuda de amigos decidiu gravar “Unganipoile”, língua rhonga falada na região sul de Moçambique que significa “Não goze comigo”.

Com o trabalho discográfico, Gabar pretende afastar as críticas e mostrar que a mudança é possível, com perseverança e o suporte de amigos.

O álbum é composto por 14 músicas, sendo dez sucessos que marcaram o seu percurso e quatro inéditas. A gravação do disco começou em Novembro do ano passado e o lançamento do disco é patrocinada por um parque de estacionamento localizado no Malhazine, bairro onde o artista cresceu e se fez homem.

“Fiquei muito emocionado, quando vi os exemplares deste meu primeiro disco oficial. Há muito que aguardava por esta oportunidade e por este momento. É uma honra, porque, quando comecei a cantar nas salas de cinema e nas casas de pasto fiz o meu nome, vão já 30 anos”, contou recentemente Gabar Mabote ao jornal “O País”.

Gabar Mabote celebrizou-se nos finais da década 1980 e início dos anos 1990, com temas como “Helenane” e “Dana Ndzole”. No entanto, há mais de três décadas que lutava para conseguir finalizar e lançar o tão almejado álbum.

“Lembro-me que gravei músicas nos estúdios da Rádio Moçambique, em 1986, e houve tempos que tentei negociar a gravação de um disco meu. Não tive possibilidades e, a partir daí, comecei a afastar-me”, detalha.

No álbum, encontramos um Gabar Mabote com mensagens esclarecidas, que criticam e lançam sugestões para a melhoria da sociedade. Assim, depois do lançamento do disco, o músico espera ter mais oportunidades para mostrar o seu trabalho.

“Tenho uma bagagem que me está a pesar. Estava à espera desta oportunidade para descarregar em disco. Possuo muitas músicas, porque nunca parei de compor. Se houver mais oportunidades, entro no estúdio e gravo temas com qualidade”, concluiu.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction