Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

Membros da Assembleia Municipal de Quelimane, na Zambézia, estão a convocar-se, informalmente, para uma greve, nesta quarta-feira, para alegadamente, reclamarem contra atrasos no ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Nacional

O PAÍS continua a debater-se com a falta de técnicos nutricionistas, contando neste momento com pouco mais de 500, dos quais 400 exercem a sua actividade nas unidades sanitárias, ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

FERROVIÁRIO da Beira, UD Songo (pela Série A), Maxaquene e Ferroviário de Maputo (pela B) são os semi-finalistas do Campeonato Nacional de Juvenis que decorre na capital ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Economia

O Governo aprovou o decreto que cria a Zona Económica Especial de Ute, no distrito de Chimbonila, província do Niassa, com uma área de 681 hectares, passível de ...

quarta, 12 dezembro 2018
Read more

Tecnologias

O advento do jornalismo digital já dita a necessidade de os órgãos de comunicação social apostarem na transição do actual modelo clássico para ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

O escritor e jornalista moçambicano Bento Balói lança amanhã, em Portugal, o seu primeiro romance intitulado “Recados da Alma”. A obra já foi lançada em Maputo, na Fundação Fernando Leite Couto, em Novembro de 2016.

O romance “Recados da Alma”, que marca a estreia do autor neste género literário, é um retrato da herança da transição para a independência de Moçambique vivida e sentida de forma efervescente pelas gerações que a testemunharam.

Em “Recados da Alma”, a imaginação de Bento Balói socorre-se também da actividade jornalística, em que um jovem repórter recebe, enquanto fazia a cobertura de uma operação de salvamento de vítimas das cheias nas margens do Save, uns escritos de um velho comerciante.
Os papéis, de aspecto velho, como que a rimar com quem os entregou ao repórter, eram retratos de várias vidas que corporizaram uma era, para muitos nostálgica. Descreviam o ambiente dos subúrbios de uma Lourenço Marques (hoje cidade de Maputo) que mais parecia um estendal de nações do que, propriamente, uma cidade em que habitavam (nem sempre coabitavam) raças, tribos, etc.

Na periferia da actual capital de Moçambique, nas vésperas da independência vivia-se ao ritmo da agitação produzida pelos bailes nocturnos, do medo dos incontornáveis “mabandido”, da imaginação de uma sociedade já livres das fronteiras que o colonialismo votava a muitos…
Nestas histórias e estórias nascem histórias de amor, de clamor e de fervor, que o autor narra percorrendo Mafalda e Eugénio, os personagens principais de “Recados da Alma”.
Bento Balói nasceu em 1968, no Vieira (uma área do bairro da Maxaquene), subúrbio de Maputo, onde viveu até à maioridade.

Foi jornalista de carreira, tendo trabalhado no jornal “Domingo” e tem artigos literários publicados em páginas de especialidade de diversos jornais e revistas nacionais.
Também escreveu, dirigiu e interpretou papéis em várias peças, tanto de teatro radiofónico como de teatro de palco. Compôs ainda dois bailados encenados pela prestigiada coreógrafa Pérola Jaime, da Companhia Nacional de Canto e Dança.

“Recados da Alma” é o seu romance de estreia, depois de, em 1997, ter lançado “Moçambique: votando pelo futuro melhor”, fruto de uma análise jornalística que fez à campanha do Presidente Joaquim Chissano para as eleições gerais de 1994.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction