Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Opinião

Politica

O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, incentivou os agentes económicos nacionais a serem mais proactivos na conquista de mercados para a internacionalização das ...

sexta, 20 julho 2018
Leia +

Economia

O Afreximbank está a fazer um estudo sobre a economia de Moçambique, para depois definir em que áreas e com que montantes vai ajudar, disse à Lusa o director do ...

segunda, 16 julho 2018
Read more
Pub
SN

Desporto

A LIGA Desportiva desloca-se amanhã ao Zimpeto para medir forças com o Maxaquene, num jogo que pode ditar a liderança para os “muçulmanos” em caso de ...

sexta, 20 julho 2018
Leia +

Nacional

METADE dos mais de 160 mil habitantes do distrito de Nicoadala, na Zambézia, enfrenta grave carência de água potável para suprir as suas necessidades diárias, o que ...

sexta, 20 julho 2018
Leia +

O escritor e jornalista moçambicano Bento Balói lança amanhã, em Portugal, o seu primeiro romance intitulado “Recados da Alma”. A obra já foi lançada em Maputo, na Fundação Fernando Leite Couto, em Novembro de 2016.

O romance “Recados da Alma”, que marca a estreia do autor neste género literário, é um retrato da herança da transição para a independência de Moçambique vivida e sentida de forma efervescente pelas gerações que a testemunharam.

Em “Recados da Alma”, a imaginação de Bento Balói socorre-se também da actividade jornalística, em que um jovem repórter recebe, enquanto fazia a cobertura de uma operação de salvamento de vítimas das cheias nas margens do Save, uns escritos de um velho comerciante.
Os papéis, de aspecto velho, como que a rimar com quem os entregou ao repórter, eram retratos de várias vidas que corporizaram uma era, para muitos nostálgica. Descreviam o ambiente dos subúrbios de uma Lourenço Marques (hoje cidade de Maputo) que mais parecia um estendal de nações do que, propriamente, uma cidade em que habitavam (nem sempre coabitavam) raças, tribos, etc.

Na periferia da actual capital de Moçambique, nas vésperas da independência vivia-se ao ritmo da agitação produzida pelos bailes nocturnos, do medo dos incontornáveis “mabandido”, da imaginação de uma sociedade já livres das fronteiras que o colonialismo votava a muitos…
Nestas histórias e estórias nascem histórias de amor, de clamor e de fervor, que o autor narra percorrendo Mafalda e Eugénio, os personagens principais de “Recados da Alma”.
Bento Balói nasceu em 1968, no Vieira (uma área do bairro da Maxaquene), subúrbio de Maputo, onde viveu até à maioridade.

Foi jornalista de carreira, tendo trabalhado no jornal “Domingo” e tem artigos literários publicados em páginas de especialidade de diversos jornais e revistas nacionais.
Também escreveu, dirigiu e interpretou papéis em várias peças, tanto de teatro radiofónico como de teatro de palco. Compôs ainda dois bailados encenados pela prestigiada coreógrafa Pérola Jaime, da Companhia Nacional de Canto e Dança.

“Recados da Alma” é o seu romance de estreia, depois de, em 1997, ter lançado “Moçambique: votando pelo futuro melhor”, fruto de uma análise jornalística que fez à campanha do Presidente Joaquim Chissano para as eleições gerais de 1994.

Sábados

TEMA DE ...

A alegoria da caverna de Platão é esclarecedora quanto ...

CLICKADAS

...

José Craveirinha, o nosso poeta maior, escreveu: “O ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction