Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

UM manequim traja um vestido branco, justo, com acabamentos de capulana, confeccionado pelo estilista Samuel Chiponde. Esta e outras obras, de mais 31 artistas, podem ser vistas na V Mostra Nacional dos Jovens Criadores. Leia mais

Comments

O MUNDO assinala hoje o Dia do Saxofone. E, em Maputo, para celebrar a data, o conceituado saxofonista Moreira Chonguiça e a More Jazz Big Band farão esta tarde uma performance numa das unidades hoteleiras da cidade de Maputo.

Para esta festa foram convidados saxofonistas (clarinete, trombone, flauta, trompete, tuba, frenchhorn), esperando-se  uma sessão de música de fusão e de improviso.

O Dia do Saxofone, conhecido popularmente como o Dia do Saxofonista, é celebrado anualmente, a 6 de Novembro, em consagração do dia do nascimento do seu inventor, o belga Adolphe Sax (1814-1894), cujo nome real é Antoine Joseph Sax.

Ele foi um célebre inventor de instrumentos em Paris e teve a ideia de criar o saxofone a partir da adaptação de uma boquilha semelhante a do clarinete num oficleide, em 1840.

O seu desejo era criar o instrumento de sopro mais poderoso de todos.

O saxofone é a sua invenção mais afamada e foi patenteada seis anos após a sua criação. Os saxofones são instrumentos essenciais na música jazz, sinfónica e de marcha, entre outros. Há quatro tipos de saxofone: sax alto, sax barítono, sax soprano e sax tenor.

Comments

Arranca hoje, em Maputo, a semana cultural Moçambique-Portugal, uma iniciativa de promoção da cooperação cultural, musical, incluindo outras áreas de interesse, no âmbito universitário, entre a Escola de Comunicação e Artes (ECA), da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a Universidade Pedagógica (UP) e a Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto (ESMAE), com o patrocínio do BCI e da ARTEMEDA e apoio da Órbita e da ESMAE.

Em Maputo, encontram-se já o guitarrista e docente português Artur Caldeira, licenciado em Guitarra Clássica e Mestre em Interpretação Artística pela ESMAE e na classe de José Pina; o também guitarrista português, Daniel Paredes, licenciado em Guitarra Clássica pela ESMAE, frequentando actualmente o Mestrado em Interpretação Artística naquela prestigiada instituição.

A semana vai proporcionar sessões de formação a docentes e discentes, “workshop” sobre didáctica de ensino de instrumento, troca de experiência curricular e pedagógica, com vista a potenciar as universidades moçambicanas no ensino da música, na investigação musical e na interacção com o público.

Pretende-se, igualmente, com o projecto, conceber uma plataforma comum de trabalho para o futuro, com ênfase para a investigação científica, explorando o potencial do espólio musical moçambicano, através de uma variada gama de instrumentos tradicionais existentes e passíveis de configurar novos pensamentos musicais, contribuindo para o enriquecimento e valorização da cultura moçambicana no país e no mundo.

Refira-se que a cerimónia de abertura da semana cultural terá lugar amanhã, dia 6, às 15.00 horas, no Centro Cultural Universitário da UEM, e contará com a presença da Embaixadora de Portugal, dos Reitores da UEM, e da UP, do representante da Universidade do Porto, entre outras personalidades públicas, membros do corpo docente e discentes destas instituições de ensino, músicos e convidados. A cerimónia terá momentos de poesia, teatro e música.

 

Comments

O Cardeal Dom Alexandre dos Santos será novamente homenageado no dia 28 de Novembro corrente na cidade de Inhambane, isto no quadro do lançamento, neste ponto do país, de quatro obras do escritor e nosso colega de Redacção, o jornalista Hélio Filimone. Leia mais

Comments

Vinte e cinco figuras internacionais, incluindo vários vencedores do Prémio Nobel, lançaram hoje um apelo aos líderes mundiais para que assinem um "pacto de informação e democracia".

Os economistas Amartya Sen e Joseph Stiglitz, a advogada Shirin Ebadi e o escritor Mario Vargas Llosa dirigem-se directamente aos mais de 60 chefes de Estado e de Governo, incluindo os presidentes dos Estados Unidos e da Rússia, Donald Trump e Vladimir Putin, respectivamente, que vão marcar presença no Fórum de Paris pela Paz, que se realiza de 11 a 13 de Novembro e que marca o centenário da Primeira Guerra Mundial.

Os signatários, reunidos por iniciativa dos Repórteres Sem Fronteiras (RSF) numa Comissão de Informação e Democracia, apelam aos líderes para "lançarem um processo político" de forma a que um pacto seja assinado "dentro de um ano".

"Num momento histórico crucial", este pacto deveria "estabelecer garantias democráticas sobre a informação e a liberdade de opinião", sublinham os signatários do apelo, entre os quais encontramos também o ex-presidente do Senegal, Abdou Diouf, os advogados chinês e paquistanês, Teng Biao e Nighat Dad, respectivamente, o jornalista turco Can Dundar ou o ensaísta Francis Fukuyama.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, que recebera membros da comissão em Setembro, havia indicado a sua intenção de "mobilizar" líderes internacionais sobre a matéria.

Hoje, a Comissão de Informação e Democracia publicou uma "Declaração Internacional sobre Informação e Democracia" que poderia servir como base de trabalho para os líderes.

Este texto de seis páginas enumera as garantias democráticas necessárias, de acordo com os seus signatários, "num contexto de globalização, digitalização e perturbação do espaço público": direito à informação fidedigna, privacidade e transparência de poderes”.

A Comissão propõe também a criação de um "grupo internacional de peritos em informação e democracia", "tal como o GIEC [Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas] para as questões climáticas". O documento também desafia os gigantes da Internet, que devem "respeitar os princípios fundamentais", defendendo que é sua responsabilidade "garantir o pluralismo (...) e implementar mecanismos para promover informações de confiança".

"Liberdades, a harmonia civil e a paz" estão actualmente ameaçadas pelo "controlo político sobre a imprensa e os 'media' (…), desinformação online em massa, a fragilidade económica do jornalismo de qualidade e pelos ataques e violência contra os jornalistas", sublinham os 25 signatários do apelo.

 

 

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction