O FOGO consome tudo o que encontra. As chamas são insaciáveis. O seu apetite é incomensurável. Nesta semana, nas águas da baía de Maputo, uma embarcação transformou-se em cinzas. A fumaça passeou pela avenida e deu um perfume indesejável às pessoas, que tiveram o azar de cruzar o seu caminho. Mas o drama passou longe, nenhuma vida foi perdida. Falando em vida, reparem para a vivacidade das nossas danças tradicionais. Sem dúvidas, a arte é terapia.

Mas isso é cíclico, num dos troços da Av. de Moçambique, o fogo foi mais uma vez invocado. Igual a si mesmo, ele incendiou pneus e trouxe o caos, próprio das convulsões. A contenda, que foi apaziguada, envolvia transportadores, que paralisaram o trânsito por duas horas. No entanto, a tranquilidade reinou. 

Mas paremos de focar aspectos negativos. Este é o mês da mulher e elas merecem ser enaltecidas. Devemos expor os nossos sentimentos por ela, hoje e sempre. Nossos corações, por mais metálicos que sejam, devem ser desbravados, para se entregarem ao fascínio do amor.

E só para terminar. Mirem às semelhanças, não apenas as físicas dos “Mabunda”. A arte une.

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction