A Direcção Nacional do Recursos Hídricos alerta para a necessidade de maior precaução devido a subida dos níveis do volume da água nas principais bacias hidrográficas da região centro do nosso país.

Isaque Filimone, técnico da Direcção Nacional dos Recursos Hídricos, disse hoje a Rádio Moçambique que, a chuva gerada pelo ciclone Idai provocou alto escoamento de água nas bacias dos rios Zambeze, Búzi, Púnguè e Save, gerando inundações naquela região.

A fonte explicou que neste momento as bacias de Púnguè e Búzi estão muito altos, com cenário de inundações de magnitude alta, pelo facto do ciclone ter atingido o Zimbabwe que partilha as bacias hidrográficas com Moçambique.

Neste momento, a bacia do Save está no nível de alerta, na estação da vila franca do Save, entre as províncias de Gaza e Manica e Inhambane e Sofala.

Entretanto, a água que caiu no Zimbabwe está a atravessar a fronteira entre os distritos de Govuro e Machanga, entre Inhambane e Sofala.

O Governador da Província de Tete, Paulo Aude, orientou os administradores distritais e presidentes das autarquias locais para avisar para estar em estado de alerta, retirando as populações que vivem em zonas ribeirinhas ao longo do vale do Zambeze.

Segundo Auade nos próximos dias a barragem poderá descarregar 326 metros cúbicos porque neste momento por minuto, o que vai afectar negativamente o vale do Zambeze.

Comments

O caudal do rio Save, no distrito de Govuro, província de Inhambane, já atingiu o nível de alerta, podendo transbordar e criar inundações, que podem afectar mais de 5 mil famílias situadas em zonas de risco.

As autoridades locais já estão no terreno a monitorar a situação, assegurou o Secretário-Permanente do distrito de Govuro, Américo Inguane, acrescentando que as famílias residentes nas zonas ribeirinhas já estão a abandonar a região para locais seguros.

(Notícias/RM)

Comments

O NÚMERO de afectados pelas cheias nas margens dos rios Zambeze, Revúbuè e Chire, na província de Tete, subiu para 53.926 pessoas, contra as 50.614 registadas até o dia 18 do corrente mês, segundo deu a conhecer ontem ao nosso Jornal o porta-voz da delegação do Instituto Nacional de Gestão das Calamidades, Alex Ângelo. Leia mais

Comments

AScomunidades dos distritos localizados na região nortenha da província de Tete, com elevado potencial de recursos florestais, estão preocupadas com o nível de devastação protagonizada por operadores madeireiros que, desta forma, deixam as matas totalmente destruídas. Leia mais

Comments

O Presidente da República, Filipe Nyusi, considera que  a ligeira redução dos caudais dos rios Lucite e Revuè, em Sussundenga, na província de Manica, está a reduzir a vulnerabilidade das pessoas que estavam sitiadas.

Filipe Nyusi falava ontem a jornalistas depois de sobrevoar algumas zonas afectadas pelo ciclone “Idai” na província de Manica, em que constatou que algumas famílias que têm residências em zonas altas já realizam as suas actividades normais diárias.

O Chefe do Estado disse ainda que extensas áreas de culturas diversas são dadas como perdidas, na sequência do transbordo dos rios Lucite e Revuè.

“O que se vê é que os rios atingiram níveis até fora da plataforma normal. As culturas estão todas destruídas, mas há um fenómeno: vimos que as pessoas que têm casas nas zonas altas estavam lá, mas a vida não pára”, disse.

O Presidente da República acrescentou que os trabalhos de monitoria dos efeitos do ciclone “Idai” vão prosseguir com recurso a um outro meio de transporte aéreo nos distritos de Gondola e Mossurize.

(Notícias/RM)

Comments

Subcategorias

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction