Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Cerca de cem jovens naturais do distrito de Palma e de outras regiões da província de Cabo Delgado manifestaram-se na manhã de ontem, quarta-feira (23), na vila-sede do distrito, reivindicando oportunidades de emprego em obras realizadas por diferentes empresas naquela localidade.

Segundo o site da Civilinfo, trata-se de obras iniciais de construção do projecto de exploração de gás natural a ser extraído na bacia do rio Rovuma, nas quais inclui-se a destronca de terrenos e a construção de infra-estruturas imobiliárias do sector privado.

Na percepção dos jovens amotinados, a maioria das oportunidades de trabalho tem sido monopolizada por jovens oriundos de outras províncias do país, nomeadamente da região sul, incluindo a cidade de Maputo.

De acordo com o correspondente do Sekelekani na vila-sede de Palma, a concentração prolongou-se por cerca de cinco horas, tendo terminado após intervenção de agentes da lei e ordem, que exortaram os jovens a dispersar.

Nas suas declarações, os jovens manifestantes disseram que quando submetem pedidos de emprego nas empresas ali instaladas os seus papéis são deitados ao lixo, sem qualquer resposta.

Reclamaram ainda a falta de informação sobre vagas existentes, pois as empresas ali instaladas não publicitam localmente, mas a partir de outros locais, longe de Palma.

Sugeriram, por isso, que as empresas localmente implantadas afixem anúncios de vagas em locais públicos e as divulguem através da Rádio Comunitária local.

Comments

A MINISTRA do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Vitória Diogo, diz que o governo vai continuar a disponibilizar recursos para a promoção do empreendedorismo e auto-emprego, de forma a absorver jovens talentosos sem meios para iniciar o seu próprio negócio.

Comments

O governo provincial mandou encerrar, em Gaza, uma seita religiosa que diz ressuscitar os mortos, segundo escreve a Rádio Moçambique.  Trata-se da seita, Emmanuel Deus, vulgo “Queima-Queima”.

Segundo o director provincial dos Assuntos Constitucionais e Religiosos, Marcos Cumbane, depois de fracassado o diálogo para a legalização desta seita religiosa, nada mais resta, senão o seu encerramento.

“Foi chamado o Pastor, conversamos com ele para legalizar a igreja, mas simplesmente ignorou isso”, disse explicando que “tivemos expediente que correu para poder legalizar a igreja, mas ele não mostrou interesse. No último encontro que tivemos, ele mostrou arrogância”, acrescentou Marcos Cumbane.

A população e a liderança da Unidade 6, do bairro do Patrice Lumumba, mostrou-se satisfeita com o encerramento da igreja desta confissão religiosa porque, segundo ela, para além de proliferar a imundície, à volta do recinto, concorria para a desarmonia de muitas famílias.

Entretanto, uma fonte da seita mostrou-se inconformada com a decisão do governo provincial de encerrar a sua igreja, num momento em que já havia iniciado o processo de legalização.

Comments

Subcategorias

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

NO princípio do ano o Conselho Municipal da Cidade de Maputo prometeu ...

...

A ROTA do desenvolvimento é uma peregrinação cheia de ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction