O PROGRAMA de Reabilitação Baseada na Comunidade (RBC) deverá ser expandido para todo o país, visando a integração da pessoa portadora de deficiência no meio social. Esta é uma das pretensões afloradas no seminário de três dias que decorre desde ontem em Maputo.

Criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o RBC está a ser implementado em Sofala e já beneficiou directamente cerca de três mil portadores de deficiência e indirectamente outras 18 mil pessoas.

De acordo com Pedro Safrão, oficial de programa da organização não-governamental Light For The Word, o RBC será mais interventivo se for transformado em plano nacional.

Deu conta que a iniciativa vai ajudar a disponibilizar serviços de saúde, transporte, emprego, entre outros, para que o portador de deficiência seja independente.

Defendeu que é necessário trabalhar com as comunidades, pois é onde persiste o preconceito e receio de mostrar que existem pessoas nesta condição. Apontou que o facto atrasa a integração do portador de deficiência e ajuda a legitimar a sua marginalização social e consequente isolamento.

Intervindo no evento, o secretário permanente do Ministério do Género, Criança e Acção Social, Danilo Momade Bay, disse que o RBC é uma estratégia de inclusão que responde aos desafios dos grupos em situação de vulnerabilidade, em particular as pessoas com deficiência.

Reiterou que o Governo continuará a envidar esforços para melhorar as condições de vida dos indivíduos nesta condição.

Apontou como meta do sector garantir o atendimento condigno, educação e criação de condições de acessibilidade, nos edifícios públicos, para as pessoas com deficiência.

É neste contexto que estão a ser capacitados profissionais de saúde, professores, técnicos de acção social e outros em matérias ligadas à deficiência, de modo a assegurar o acesso e prestação de serviços de qualidade às pessoas naquela condição.

 

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 21 Julho 2017
Há pelo menos duas sensações com que se fica, lendo as conclusões e recomendações da última missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) a Moçambique, no final de uma visita de pouco mais de uma semana. Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
NACALA-À-VELHA: A rota dos grandes investimentos
Quinta, 20 Julho 2017
DUAS novas centrais para conversão de gás natural em energia eléctrica, com potência estimada em 400 megawatts cada vão ser construídas no distrito de Nacala-à-Velha, facto que coloca novamente esta região, da província de Nampula, na órbita de grandes investimentos, depois da construção e... Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,16 61,29
ZAR 4,58 4,67
EUR 68,75 70,04

17.07.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

ENQUANTO muitos debatem a opinião do Chefe do Estado moçambicano sobre ...
2017-07-21 23:30:00
O FUTEBOL é um dos desportos mais “cabeça dura” que ...
2017-07-21 23:30:00
HÁ dias o académico José Diquissone Tole, também ...
2017-07-21 23:30:00
O dia 18 de Julho, dia em que se comemora o aniversário natalício de ...
2017-07-21 06:48:05
TIVE o grato privilégio de estar presente recentemente numa palestra cujo ...
2017-07-21 06:45:58

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 3254 visitantes em linha