MAIS Agentes Polivalentes Elementares de Saúde estão a ser formados em todo o país para campanhas de planeamento familiar, assim como oferecer contraceptivos modernos nas comunidades.

Segundo Páscoa Wate, chefe do Departamento de Saúde da Mulher e da Criança do Ministério da Saúde, a medida visa facilitar o acesso ao conhecimento sobre a importância da planificação da gravidez para a família, bem como o uso dos contraceptivos.

Falando recentemente num evento em Maputo, Páscoa Wate explicou que os agentes se deslocam às famílias e dialogam com os homens e as mulheres, fazendo-os perceber dos benefícios do uso dos contraceptivos para uma planificação do nascimento dos filhos. Dão ainda informação sobre as vantagens e efeitos de cada método de prevenção.

Nas conversas, os agentes ajudam a desmitificar alguns mitos sobre métodos de prevenção de gravidez, segundo os quais só mulheres que têm ou que já tiveram filhos é que podem fazer o uso destes métodos.

Esclareceu que os contraceptivos são indicados para toda a mulher em idade fértil. O mais importante, como aconselhou, é a mulher ou o casal deslocar-se à unidade sanitária ou procurar informar-se dos agentes polivalentes para escolher o método adequado aos objectivos de curta, média ou longa duração.

“Os agentes polivalentes estão habilitados para oferecer a pílula, o preservativo e a Depo-provera (injecção). Para quem quer o Dispositivo Intra-Uterino (DIU), o implante ou outro método terá de se deslocar à unidade sanitária”, observou.

Fez saber que o mesmo trabalho está a ser feito nas escolas, onde têm decorrido palestras sobre os perigos da gravidez na adolescência e dos cuidados a ter para evitar doenças de transmissão sexual, para além da disponibilização de contraceptivos.

Estudos recentes mostram que Moçambique é um dos países africanos com baixos índices de uso de contraceptivos. A taxa de seroprevalência é de cerca de 25 por cento em mulheres.

Versão-Impressa


Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Junho 2017
DOIS momentos marcaram esta semana o contacto entre o Banco de Moçambique e a comunicação social, nomeadamente o ponto de situação da economia nacional e os esclarecimentos à volta do processo que culminou com a venda do Banco Moza à Kuhanha –... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Mandimba faz de tudo para não passar fome
Terça, 27 Junho 2017
Há cada vez menos pessoas a se envolverem no cultivo e comercialização de tabaco, no distrito de Mandimba, província de Niassa, desânimo associado à falta de chuvas que se registou na campanha agrária passada e que provocou prejuízos enormes aos produtores. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 45,25 46,43
ZAR 4,65 4,73
EUR 67,26 68,57

28.06.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

UM dos temas mais debatidos nos últimos dias, no país, tem a ver com a ...
2017-06-28 07:45:45
UM jornal da praça publicou recentemente uma entrevista concedida pelo ...
2017-06-28 07:43:52
CONTRA as minhas próprias convicções, sou impelido a concordar ...
2017-06-27 06:45:03
ESTÁ um frio do catano. Me penetra até aos ossos, que os imagino ...
2017-06-27 06:43:12
EM 1975, eu ainda era pequeno. Com a idade que tinha, naturalmente não me ...
2017-06-26 07:35:13

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1993 visitantes em linha