A CIDADE de Lichinga recebe hoje o primeiro comboio de mercadorias que marca o reinício do transporte ferroviário de carga, entre a capital provincial do Niassa e o Porto de Nacala, paralisado há mais de uma década.

O comboio inaugural partiu do Porto de Nacala no dia 14 de Junho, obedecendo diversas escalas para o carregamento e descargamento de mercadorias ao longo da ferrovia, segundo um comunicado de imprensa do gabinete do ministro dos Transportes e Comunicações.

A nota indica que, a composição possui 15 vagões de 40 toneladas cada, sendo cinco vagões de trigo, cinco vagões de cimento, dois de arroz, dois de combustível e um de sal.

Para o ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita que revelou o facto, o reinício do transporte ferroviário de mercadoria para Lichinga representa um marco importante para a dinamização da economia da zona norte do País e da Província do Niassa em particular.

Segundo a fonte, "os custos de transporte de carga de Nacala para Lichinga vão conhecer uma redução de mais de 60%, como resultado desta operação. Actualmente, os operadores rodoviários cobram cerca de 40 meticais por tonelada/quilómetro no transporte de mercadorias neste trajecto", explicou Mesquita, acrescentando que com este feito, fica cumprido o grande objectivo estratégico do Governo que vai trazer enormes benefícios para a melhoria da vida da população, bem como o relançamento da economia naquela parcela do País.

A Cidade de Lichinga depende, em grande medida, de produtos provenientes de Nacala, com destaque para os combustíveis (gasóleo, gasolina, petróleo e gás), material de construção civil como o cimento, produtos alimentares como o sal, trigo açúcar, sabão e outros. No sentido descendente, o comboio vai dinamizar a comercialização agrícola através do escoamento do milho, feijão, batata, entre outros produtos agrícolas cultivados no Niassa.

Numa primeira fase estão programados comboios semanais, estando já criadas as condições para o aumento da frequência e capacidade de tracção, em função da evolução da demanda.

Refira-se que com a reabertura da linha férrea Cuamba/ Lichinga, inaugurada pelo Presidente da República, em Novembro DO ANO PASSADO, a Província do Niassa tem vindo a ser servida pelo transporte ferroviário de passageiros com carreiras regulares para Cuamba, Nampula e Entre – Lagos, explica a fonte.

O transporte ferroviário de passageiros tem um impacto bastante significativo na mobilidade de pessoas e bens, a preços acessíveis à maioria dos cidadãos. No troço Nampula/ Lichinga, os cidadãos pagam uma tarifa social de 365,00Mt, contra os cerca de 1000,00Mt cobrados no transporte rodoviário, lê-se na nota.

Versão-Impressa


Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Junho 2017
DOIS momentos marcaram esta semana o contacto entre o Banco de Moçambique e a comunicação social, nomeadamente o ponto de situação da economia nacional e os esclarecimentos à volta do processo que culminou com a venda do Banco Moza à Kuhanha –... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Mandimba faz de tudo para não passar fome
Terça, 27 Junho 2017
Há cada vez menos pessoas a se envolverem no cultivo e comercialização de tabaco, no distrito de Mandimba, província de Niassa, desânimo associado à falta de chuvas que se registou na campanha agrária passada e que provocou prejuízos enormes aos produtores. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 45,25 46,43
ZAR 4,65 4,73
EUR 67,26 68,57

28.06.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

UM dos temas mais debatidos nos últimos dias, no país, tem a ver com a ...
2017-06-28 07:45:45
UM jornal da praça publicou recentemente uma entrevista concedida pelo ...
2017-06-28 07:43:52
CONTRA as minhas próprias convicções, sou impelido a concordar ...
2017-06-27 06:45:03
ESTÁ um frio do catano. Me penetra até aos ossos, que os imagino ...
2017-06-27 06:43:12
EM 1975, eu ainda era pequeno. Com a idade que tinha, naturalmente não me ...
2017-06-26 07:35:13

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2004 visitantes em linha