A FALTA de recursos humanos qualificados continua a ser um dos principais constrangimentos para a Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE), que tem novas áreas de actuação sobre a sua alçada, com destaque para o comércio externo.

Para a realização das acções inspectivas, a INAE conta com cerca de 50 agentes de carreira, auxiliados por 90 funcionários, um número que segundo a inspectora-geral está longe de satisfazer as necessidades actuais.

Maria Rita Freitas assegura que mesmo assim a fiscalização aos agentes económicos é feita com rigor.

“Não temos muitos recursos mas não vamos parar. Queremos alocar mais quadros e já temos algumas condições que estão ser criadas pelos parceiros de cooperação, que já mostraram interesse em nos apoiar em matérias de formação”, disse.

Uma das possíveis saídas, segundo Freitas, é a alocação de inspectores dos sectores que foram adstritos a INAE.

Falando ontem em Maputo, onde decorre o III Conselho Consultivo da INAE, a inspectora-geral destacou como prioridade o controlo da subfacturação nas importações, no âmbito da fiscalização do comércio externo.

Para além deste sector, atribuído recentemente por decisão do Conselho de Ministros, a Inspecção Nacional das Actividades Económicas também superintende o sector da indústria, comércio, turismo, transportes, educação, cultura, desporto, energia, saúde, entre outras.

Maria Rita Freitas aponta que as infracções mais graves verificam-se na panificação, restauração, hotelaria e indústria alimentar. Acrescentou que algumas das anomalias detectadas são um risco para a saúde pública.

“Temos que trabalhar arduamente nestas áreas no sentido de garantir que os agentes económicos cumprem com os requisitos mínimos de higiene e limpeza, sem pôr de lado outros aspectos não menos importantes como a rotulagem, peso dos produtos e bom atendimento ao público”, frisou.

Por sua vez, o vice-ministro da Indústria e Comércio, Ragendra de Sousa, considera que a educação dos operadores económicos deve ser anterior às medidas punitivas.

“A INAE é um organismo com um papel-chave no funcionando do mercado nacional e por isso é importante que invista no capital humano”, disse.

Na circunstancia, de Sousa exortou os agentes da INAE a pautarem pela integridade, abstendo-se de práticas como a corrupção, de modo a transmitir confiança aos agentes económicos. “Devemos ter sempre em mente que a nossa actuação no mercado transmite aos agentes económicos a qualidade do Estado que estamos a construir”, alertou.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 16 Fevereiro 2018
A autoridade gestora de recursos hídricos anunciou, esta semana, maus dias pela frente, no que diz respeito ao abastecimento de água às cidades de Maputo, Matola e Vila de Boane. Na origem da situação está o facto de a barragem dos Pequenos Libombos, o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Textáfrica: Gigante pode voltar a labutar
Terça, 13 Fevereiro 2018
PARALISADA há mais de duas décadas, a Textáfrica, gigante da indústria têxtil nacional localizado no bairro da Soalpo, na cidade de Chimoio, província de Manica, poderá voltar a produzir algodão, roupa e criar postos de trabalho. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

O PAÍS, de modo particular as zonas norte e centro, está a ser ...
2018-02-17 00:30:00
GLÓRIAMaria, hoje tive a certeza de que a terceira idade é um ...
2018-02-17 00:30:00
DESDE que a 7 de Fevereiro, o mais alto magistrado da nação anunciou, ...
2018-02-16 00:30:00
CÁ estou eu de novo, depois de um repouso que já roçava a ...
2018-02-16 00:30:00
DURANTE as escaramuças que opuseram as Forças de Defesa e ...
2018-02-16 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1651 visitantes em linha