RECLUSOS da penitenciária regional norte, arredores da cidade de Nampula, estão a produzir carteiras para a melhoria das condições do ensino e aprendizagem, através do apetrechamento contínuo das escolas onde há ainda centenas de crianças que estudam sentadas no chão.

Trata-se de uma iniciativa do Governo provincial que disponibilizou, através da Direcção da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, cerca de 50 metros cúbicos de madeira processada. Desta, trinta metros cúbicos destinam-se à produção de mobiliário escolar para equipar, inicialmente, três estabelecimentos, localizados nos arredores da cidade.

A madeira foi apreendida aos operadores florestais no âmbito da “Operação Tronco”, desencadeada pelo Governo, visando repor a ordem na exploração e exportação deste recurso.

O director provincial de Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural de Nampula, Policarpo Napica, disse que vinte metros cúbicos da madeira foram entregues à penitenciária, como compensação ao esforço evidenciado pelos reclusos na produção de carteiras.

A unidade prisional beneficiou de equipamentos de carpintaria e mercenária doado por parceiros do Governo, no âmbito de uma parceria que contempla o treinamento dos reclusos em habilidades profissionais, com vista à busca de meios de sobrevivência depois do cumprimento da pena.

Napica acrescentou que o programa de produção de mobiliário escolar envolve reclusos condenados  a  penas de prisão maior nas províncias de Nampula, Cabo Delgado, Niassa e Zambézia, e vai continuar de modo a dar uma contribuição notável ao sector da Educação, que enfrenta carências em mobiliário escolar.

O “Notícias” apurou que a madeira destinada à penitenciária será usada para a produção de mobiliário para apetrechar a escola local, onde parte dos reclusos tem a oportunidade de prosseguir a sua formação académica, para além de portas para a fazer a reposição das já degradadas.

CARLOS TEMBE

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00
HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2192 visitantes em linha