UM grupo de homens armados atacou, na madrugada de ontem, três unidades da Polícia da República de Moçambique (PRM) no distrito da Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado, onde baleou mortalmente dois agentes e se apoderou de oito mil munições e um número não especificado de armas.

Os ataques incidiram sobre o Comando Distrital da corporação na vila da Mocímboa da Praia, o Posto de Controlo e a 2ª Companhia de Protecção dos Recursos Naturais, localizados na região de Oasse. 

Treze atacantes foram abatidos pela Polícia, dois dos quais no momento da investida, e outros onze durante a perseguição que se seguiu ao longo das matas da região, movida por equipas da Unidade de Intervenção Rápida.

Dois indivíduos do grupo foram capturados e recuperadas duas armas de fogo do tipo AK-47. 

O Notícias esteve na aldeia de Oasse e apurou, junto do responsável do Posto de Controlo local, que não quis se identificar, que os atacantes iniciaram a investida cerca das duas horas da madrugada, tendo começado por atacar a 2ª Companhia da Polícia de Protecção de Recursos Naturais e depois o Posto de Controlo Policial.

“Foi uma acção coordenada e aconteceu quase que em simultâneo. Começaram por abrir fogo com armas e a intenção era roubar outras para reforçar o seu arsenal”, disse fonte da PRM em Oasse.

Ainda ontem, duas colunas de viaturas, transportando elementos de Unidade de Intervenção Rápida e da Guarda do Comandante Provincial da PRM, em Cabo Delgado, caíram numa emboscada, na região de Manilha (cerca de 5 quilómetros da sede do distrito de Mocímboa), que se presume tenha sido montada pelo mesmo grupo que atacou as três unidades policiais.

Em conversa com alguns elementos da população da região de Oasse, o Notícias apurou que parte dos atacantes já vivia naquela zona há cerca de um mês, dedicando-se à venda de recargas e utensílios domésticos como panelas, pratos a preços aliciantes.

Entretanto, a governadora de Cabo Delgado assegurou que a PRM já esta no terreno, tendo já conseguido devolver calma à vila, embora haja informações dando conta da ocorrência de disparos esporádicos feitos por atiradores do grupo de atacantes, entrincheirados no antigo quartel, no Bairro de Nanduadua, vulgo “mercado dos massapateiros”.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 15 Dezembro 2017
A ASSEMBLEIA da República aprovou, esta semana, as propostas do Plano Económico e Social (PES) e do Orçamento do Estado (OE) para 2018. Trata-se de dois instrumentos importantes que vão orientar a acção governativa no próximo ano, com o intuito de... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Reinserção social em Sofala: Implementação de...
Quinta, 14 Dezembro 2017
Cerca de 14.800 combatentes registados na província central de Sofala, entre desmobilizados de defesa da soberania e democracia e veteranos da luta de libertação nacional, estão a melhorar as suas condições de vida, com a implementação, nos últimos tempos, de múltiplos projectos de reinserção social. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,55 60,70
ZAR 4,37 4,45
EUR 69,97 71,32

15.12.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ uns anos um deputado da Assembleia da República, meu amigo,  ...
2017-12-15 23:30:00
IMPLICÂNCIA sem motivos. É comum não nutrirmos simpatia por ...
2017-12-15 23:30:00
AS FESTAS!... EM boa verdade elas, sobretudo as que se avizinham, são ...
2017-12-14 23:30:00
DEFINITIVAMENTE  não sou dono do meu tempo. Nunca fui, e jamais serei. ...
2017-12-14 23:30:00
TERMINEI o último artigo manifestando pesar pelo facto de as obras de ...
2017-12-14 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1957 visitantes em linha