Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A Electricidade de Moçambique (EDM) reconhece o papel dos líderes comunitários no combate aos roubos de energia, vandalização do equipamento e ligações clandestinas e tem nestes interlocutores válidos junto às comunidades.

O reconhecimento foi manifestado pela empresa em encontros separados de auscultação às lideranças comunitárias da cidade e província de Maputo, que tiveram lugar na segunda e terça-feira.

Com esta iniciativa, explica a empresa em um comunicado enviado ontem à AIM, pretende-se estreitar a sua relação com os clientes e melhorar a prestação de serviços, “através de uma interacção cada vez mais eficiente com as comunidades”.

“Para o efeito, a empresa está num processo de auscultação das lideranças comunitárias de modo a colher subsídios que deverão culminar com a produção da primeira Estratégia de Engajamento Comunitário da EDM”, explica a empresa.

Assim, a EDM reuniu-se, em separado, com um total de 292 líderes comunitários (secretários do bairro, chefes de quarteirão, chefes de serviços municipais), dos quais 42 na cidade de Maputo e os restantes 250 na província de Maputo.

Os encontros, segundo o director de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da EDM, Tércio Masseque, citado na nota, visavam auscultar a população para encontrar as melhores formas de com ela trabalhar.

“Nós comunicamos não porque são nossos clientes, mas porque são parceiros e reconhecemos que para sermos eficientes nos nossos propósitos não devemos impor, mas ouvir as vossas opiniões,” disse, referindo que a estratégia irá resultar das ideias que sairão desses encontros.
Esta posição foi reforçada pelo director regional da província de Maputo, Neves Xavier, que reconheceu “que a EDM ainda tem muito desafios, desde a expansão da rede eléctrica nos bairros em expansão até ao aumento da qualidade de energia que é fornecida, passando pela melhoria na prestação de serviços”.

Intervindo nesta ocasião, a administradora do distrito da Matola, Anastância Quitane, reconheceu a importância destes encontros, afirmando que constituem “uma grande aprendizagem” tanto para a EDM, assim como para os líderes comunitários.

“Foi um bom início, esperamos pelos próximos encontros de modo a chegar a 2030 saudáveis e com energia”, afirmou Quitane, em referência ao objectivo da EDM de garantir acesso universal de energia até aquele ano.

Nas intervenções feitas durante os dois encontros, segundo o comunicado, “ressaltaram as ideias de que a EDM precisa ter um piquete mais proactivo; capacitar e credenciar os comités comunitários de energia que funcionam como intermediário entre a Empresa e as comunidades; garantir-se que os técnicos da empresa ao se deslocarem ao terreno se apresentem às autoridades do bairro de modo a evitar-se situações de vandalização do equipamento por pessoas supostamente afectas à empresa”.

Os secretários do bairro, chefes de quarteirão e chefes dos serviços municipais destacaram a necessidade de se atentar para a fiscalização; a criação de pontos focais ao nível da Empresa que iria responder por um determinado número de bairro; aprofundar a interacção, entre outros aspectos.
Os dois encontros deverão ser replicados nas regiões centro e norte do país. Depois da conclusão do documento será feito a sua divulgação ao nível das comunidades.

Sábados

CLICKADAS

...

A ROTA do desenvolvimento é uma peregrinação cheia de ...

TEMA DE ...

NO princípio do ano o Conselho Municipal da Cidade de Maputo prometeu ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction