Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O JORNALISTA Ismail Alexandrani, especialista em grupos extremistas na península do Sinai, foi condenado na terça-feira a dez anos de prisão por um tribunal militar egípcio, anunciou o advogado. Alexandrani foi preso em Novembro de 2015 e acusado de publicar segredos militares e de pertencer ao movimento fundamentalista da Irmandade Muçulmana, disse o advogado Tarek Abdel Aal. O jornalista foi também acusado de disseminar informações que podiam ser prejudiciais à segurança nacional do Egipto. A sentença, na opinião da directora da Human Rights Watch para o Médio Oriente, Sarah Leah Whitson, "ilustra as cruéis represálias do Governo (egípcio) contra jornalistas que abordam questões delicadas".

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

NO princípio do ano o Conselho Municipal da Cidade de Maputo prometeu ...

...

A ROTA do desenvolvimento é uma peregrinação cheia de ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction