Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A Polícia da República de Moçambique (PRM), em Manica, acaba de neutralizar dois dos sete supostos integrantes de uma quadrilha que há dias assassinou um guarda de uma empresa de segurança privada “Wpower”, tendo-se apoderado de valores monetários e material informático no posto de venda de Credelec da EDM, em Gondola.

Na ocasião, a Polícia também recuperou duas armas de fogo do tipo Shot Gun, que estavam na posse dos supostos bandidos, que se encontram detidos no comando distrital da PRM de Gondola. 

O guarda morreu no local, na sequência dos golpes desferidos pelos bandidos na sua cabeça, tendo de seguida se introduzido no interior do estabelecimento, onde vandalizaram o cofre e retiraram sete mil meticais em dinheiro e um laptop pertencente ao chefe do posto local. 

Adriano Saica Joaquim, de 21 anos de idade, e Chanana Chico Chanana, de 22, são dois dos sete integrantes da quadrilha neutralizados pela PRM, os quais, entretanto, negam as acusações que pesam sobre si, afirmando que nunca se envolveram em actos criminais.

Um dos indiciados foi neutralizado na posse de uma arma de fogo do tipo Shot Gun, que diz ser pertença de uma empresa de segurança privada denominada SAR Segurança.

“Eu não sou bandido. Eu trabalho na SAR Segurança, sediada na Beira, e guarneço comboios. A arma foi-me entregue pelo meu chefe para entregá-la ao meu colega em Nhamatanda, para levá-la à cidade da Beira, mas o comboio avariou em Garudzo, distrito de Vanduzi, e, por esta razão, chegamos tarde à estação de Chimoio, daí que levei a arma para casa e dia seguinte fiquei com medo de devolvê-la à empresa ou à Polícia. Por esta razão levei-a para machamba em Zembe, local onde a Polícia me apanhou” – explicou o indiciado.

Ainda no Comando Distrital de Gondola encontra-se detido Inácio Afonso, de 67 anos de idade, indiciado de porte ilegal de uma arma do tipo caçadeira. O indiciado diz ter comprado a arma na África do Sul, em 2014, depois de se ter reformado na empresa mineira onde trabalhava e perdeu a licença e factura de compra.

O porta-voz do Comando Provincial da PRM em Manica, Mateus Mindú, disse  ainda terem sido detidos quatro cidadãos, dos quais dois são indiciados de assaltos a estabelecimentos comerciais de venda de Credelec da EDM, com recurso a armas de fogo.

“Há fortes indícios de que fazem parte da quadrilha que assaltou o posto de venda de Credelec. Neste momento decorrem trabalhos de inteligência  com vista à neutralização dos cinco integrantes da quadrilha para que possam ser responsabilizados pelos actos por eles cometidos.

“Esforços estão sendo envidados para a captura dos sete bandidos que estão a monte até então” – informou, apelando à comunidade para denunciar à corporação as pessoas que ao longo do dia passam tempo a dormir e nas noites a circular e outros possuem até viaturas de luxo, mas sem desenvolver nenhuma actividade lucrativa conhecida.

Sábados

TEMA DE ...

A alegoria da caverna de Platão é esclarecedora quanto ...

CLICKADAS

...

José Craveirinha, o nosso poeta maior, escreveu: “O ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction