As autoridades veterinárias da província de Manica lançaram uma campanha contra a raiva nos bairros de reassentamento das vítimas do ciclone tropical Idai, que afectou a região centro de Moçambique nos meados de Março último.

A campanha tem maior incidência no posto administrativo de Dombe, no distrito de Sussundenga, que acolhe a maior parte da população afectada pelo ciclone. Naquela região, foram abertas mais de três zonas de reassentamento com centenas de famílias.
Por isso, até semana passada já haviam sido vacinados mais de 200 cães e um número considerável de gatos.
Segundo a AIM, a informação foi dada a conhecer pela Vice-Ministra da Agricultura e Segurança Alimentar, Luísa Meque, que visitou alguns bairros de reassentamento na semana passada.
“Algumas pessoas vieram para este local com os seus animais, que se juntaram a outros. Assim, o que estamos a fazer é tentar controlar, porque podem morder pessoas, enquanto estão infectados com raiva e causar a morte de pessoas aqui e nas zonas circunvizinhas”, explicou um dos técnicos de Veterinária durante a visita.
Disse que a campanha decorre sem grandes sobressaltos, porque os donos dos animais estão a colaborar para o seu sucesso.
“Sensibilizamos a população sobre a importância destes animais serem vacinados. Entenderam e, por isso, estão a trazer os seus animais. Para além de postos fixos, temos brigadas que se deslocam até às famílias, para saber se existem animais e prestar os cuidados necessários. Notamos que estamos a ter sucesso e a situação está controlada”, explicou um dos técnicos.
A vice-ministra Meque louvou o trabalho do sector de Veterinária e pediu o engajamento da população nas iniciativas, que visam evitar eclosão de doenças nas zonas de reassentamento.
“Essa acção está a ser desencadeada pelo governo, que quer ver a população saudável. Para a prevenção de doenças foi contemplada a componente raiva canina. Por isso, os técnicos estão a trabalhar para evitar que tenhamos problemas aqui nos bairros, onde vive muita gente junta. A campanha vai prosseguir noutras zonas”, explicou.
Durante a sua visita de trabalho a Manica, Luísa Meque trabalhou nos distritos de Sussundenga, Macossa e Guro, onde interagiu com a população, extensionistas agrários e monitores para a campanha agrícola 2018/2019.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction