Os dois jornalistas baseados em Cabo Delgado foram ontem presentes ao tribunal, mas a sessão de instrução, em que iam participar, foi adiada, disse à Lusa fonte ligada ao processo.

O juiz do Tribunal de Pemba, província de Cabo Delgado, deveria ouvir e questionar dois declarantes, que sustentam a acusação do Ministério Público, para depois decidir se os jornalistas Amade Abubacar e Germano Adriano vão a julgamento.

No entanto, as duas pessoas que iriam prestar declarações não compareceram e a sessão foi adiada para segunda-feira.

A diligência está a ser acompanhada por observadores de organizações internacionais de defesa da liberdade de imprensa.

Os dois jornalistas da Rádio Comunitária de Nacedje, em Macomia, uma das capitais distritais de Cabo Delgado, retratavam as consequências de ataques de grupos armados na província, no início do ano, quando foram detidos.

Ambos foram libertados sob termo de identidade e residência, a 23 de Abril, depois de várias organizações moçambicanas e estrangeiras, bem como especialistas em direitos humanos das Nações Unidas terem defendido a sua libertação imediata.

Ambos são acusados de instigação ao crime, com uso de meios informáticos e de violar segredos do Estado.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction