Imprimir
Categoria: Ciência, Tecnologia e Ambiente
Visualizações: 341

UM novo estudo utilizou análise de isótopos estáveis, uma técnica bioquímica para demonstrar que os tubarões-baleia se alimentam em três áreas distintas, no Oceano Índico (Moçambique e Tanzania) e Golfo Pérsico (Qatar), e raramente nadam mais do que algumas dezenas de quilómetros a norte ou sul dessas áreas. Leia mais