Cento e trinta e dois mil hectares de terra foram lavrados entre Outubro de 2015 e Março deste ano a coberto do Programa Nacional de Mecanização Agrária (PNMA), uma iniciativa do Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA), destinada a estimular o trabalho dos pequenos agricultores.

Em quatro anos de implementação, o programa beneficiou a 51.211 pequenos agricultores de forma directa e mais de 200 mil de forma indirecta. O balanço do programa revela que foram criados 2216 postos de trabalho nas funções de operadores de máquinas, contabilistas, mecânicos, entre outras.

O plano de mecanização é executado através de Centros de Serviços Agrários (CSA) implementados ao longo dos seis corredores, nomeadamente Pemba-Lichinga, Nacala, vale do Zambeze, Beira, Limpopo e Maputo.

Não obstante os progressos assinalados, o programa enfrenta desafios, entre os quais se aponta, por exemplo, a alocação de maquinaria para destronca, limpeza e abertura de novas áreas de produção.

Para evitar danos ao parque de máquinas, alguns centros de prestação de serviços somente disponibilizam estes meios para lavoura, depois dos requerentes desbravarem as suas terras.

Este constrangimento é acrescido pela dispersão dos agricultores. Para contornar este cenário, o sector da Agricultura tem incentivado a produção em bloco, o que, para além de encurtar distâncias, facilita a assistência aos camponeses.

Para a consolidação do PNMA está em perspectiva a criação de linhas de crédito e parcerias para o desenvolvimento de serviços complementares aos Centros de Serviços Agrários.

O PNMA resulta de um fundo concessionário do Governo do Brasil no valor de 97.6 milhões de dólares norte-americanos para aquisição de equipamentos agrários diversos, incluindo a assistência técnica.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction