Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O GOVERNO pretende que as instituições de ensino superior centrem as suas acções de investigação e extensão promovendo o estabelecimento de uma formação de qualidade e relevante para a sociedade. Leia mais

Comments

Cercade 80 por cento das pessoas, em todo o mundo, poderão ter dores nas costas ao longo da sua vida, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), sendo um dos problemas que podem interferir na saúde da coluna vertebral, a escoliose. Leia mais

Comments

O MINISTÉRIO da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP) manifestou o seu compromisso no apoio à inovação e competitividade na área de biociências baseadas no conhecimento. Leia mais

Comments

Um total de 24 leões acaba de ser translocado da África do Sul para as coutadas de Marromeu, na província de Sofala. A operação de translocação, realizada por via aérea, ocorreu entre os dias 24 e 26 de Junho deste ano e custou cerca de um milhão de dólares americanos.

Após um período de quarentena nas coutadas 11/ZDS (Zambeze Delta Safaris) e 10/Marromeu, os primeiros cinco animais foram libertados na coutada da ZDS, no domingo passado, para as planícies de Marromeu.

Em cinco voos fretados, naquela que é considerada a maior operação de translocação de leões realizada em África, os 24 leões foram transportados da África do Sul directamente para Marromeu.

Trata-se de 18 fêmeas e seis machos oferecidos por diferentes províncias da África do Sul, entre parques e reservas privadas e públicas.

Dos 24 leões, 15 têm colar satélite para a sua monitoria, indica um comunicado de imprensa do ZDS, ontem recebido pela AIM.

O complexo de Marromeu fica assim enriquecido com leões e com a possibilidade de reprodução, facto que foi somente possível com o apoio filantrópico de Mary e Dan Cabela, cidadãos norte-americanos amigos da natureza e de Moçambique, que assumiram os encargos financeiros da translocação.

A complexa operação decorreu sem quaisquer encargos para o Estado moçambicano.
Os animais passaram a ser pertença da Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), e sobre os quais existe o compromisso voluntário de os operadores não incluí-los  nos safaris de caça, constituindo o projecto uma acção de repovoamento animal virado para o futuro do país.

Entre os distritos de Marromeu, Cheringoma e Muanza está localizado o Complexo de Marromeu, único “Sítio RAMSAR” de terras húmidas, com importância mundial, abrangendo uma área de um milhão de hectares de planícies de inundação – os famosos tandos de Marromeu – e matas de miombo.

É lá onde se encontra a Reserva Nacional de Búfalos de Marromeu, bem como as coutadas oficiais 10, 11, 12 e 14, sendo também para lá que se desloca cerca de um terço dos turistas caçadores que visitam anualmente Moçambique.

Comments

O desenvolvimentoda indústria extractiva no país necessita de uma tecnologia que se adapte à realidade do país, para evitar a ocorrência de futuros problemas ambientais nas áreas de conservação. Leia mais

Comments

Sábados

...

TEMOS dito muitas vezes, aqui, que continuam enganados aqueles que pregam o ...

TEMA DE ...

O RESPEITO pelo bom profissional de saúde, reconhecendo publicamente ...

CLICKADAS

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction