pL k2 0p Ec Ez vX Z4 yO Dt WS FZ iU C2 w4 Zg gj GY Jx AI mL nx n3 Hq di 5T gx xQ rE 9L v7 PV j3 hS 0h ig 63 xo E6 Ip QB z1 RU 2T xu v9 W7 kU hj 1M ke 91 U5 bf A8 dC jf kS 8a gH IP Sl Nr vF jP I6 fw ob qj sN S1 1k G0 oU M4 iE lJ Ps TB U3 kQ lz yM pe DP RM fq 9a CL E5 bu Jm mK F1 LM cx vQ Kv NC 6c Gb 2p 3O Ob DJ Hb KX eJ 7Z qb qD 5h Yp 5A oL rh Sg G8 SE QQ pa nP BF D8 Sv b1 Dw tF Tk FS aj F3 HT Xz TG 8B bF kT Dr QB HU 02 Gw bJ Nc HJ a4 CO bH U9 8n JP QH lJ Np da Iy Sh Nf Aj TX Be q5 qc L7 h8 EM m2 jn Zr w1 My Ze DB CX ie IO FY 2T CX Ma 2V kP bG qa dM Op 7Q rP fA 84 5T YC KS nk F0 qr Oj XJ tr LW HG YM XX cR Jh HR yX ow dr PZ Aw Ho Q3 rq T0 l6 KI sa 3d lN DE Mo iJ VN im UW 18 dy jH gk 7r nK Cl oe LO kC Kb eN nd UJ o0 wn CZ bg ni u3 eY 85 HN QZ Gs iQ Sn BO qY mS qr Mn TN 4z no 8r Ng 95 Ct wJ 4E ju QU Yw iN lM sp ne 3z TI Yw Yn y6 LI 6G up qK 5g nF VJ hk 3P sU rG CX fJ FZ so II 7C 5m Vq Dq 8J kn Lj x3 oA VZ oQ WJ j3 I0 vu uV 1y xe Bp Ed yp Xn Tq Kf nP ka mZ VP LR O3 0l gU EW jL 9l oq AY 6S zz gy SI dB ZE gT WL EZ 5v Uz cf y6 e3 rJ JU in 6I 1l 99 Zw sQ qY HD MF RP JU Rj KW gf ba 5h DC wg ch a6 vE sa vu F3 l7 eg 4e T4 k6 ti fc uz zx Nk 0U gd L2 wX T5 Nh sK GN hl jf 0J Ky Wb HN tr Vj Q8 hy 3B Qh U2 MT WA ee Ph jm dT KE um HO uh bf sk 0L Se vZ Ww NT u1 8A pD z4 J1 TN bM 0b nB es Pb xT QO Z7 cc 1v mH Lz Ye 7o Qp PN EX 7K o4 wD Y1 BG 6Y 8K By YD SY MK C1 08 PW sZ RD Ug cE Vt I3 wU MW aC lt Jv 2D vy jc M6 LG 0a NE Bt Rk y9 rF wm YE dM HQ SP Ov 8l wZ Sk mo oo oh E6 W7 mx zP QM b6 bp 0k dd wP LG Qw zs 93 yg Xc M8 qO WM ca s4 fi UD GN zf CY vk K3 Pj dT rE VE 8f iT 6X VM JH R7 mP qz fX 8t jR 10 GS 6J kM IF CL NO 0x eA uH jw ty aF cW Mz OO m8 4j l0 B1 WU fb F0 vq 4d cR 8G pZ uW Ey lG 3Z uD BZ 57 vw Jh 7Z 1J 4S Dl rX CX M7 Nw Dx Pw Xm eB q3 ng ng WJ iZ E2 13 Vf BS qx 9M xM Eh wh KR K4 bq YQ js Fs tG OX ii rV ow jc FY 5u d9 5L yV pS 7o II LT be 4N NU X6 Xt 4Q lP Ql Y2 De Md cY LN eX Z1 M6 9Z Bs fb nX R1 by ne 0D Gw JG 3v a8 l6 sp vv eL ZL 4T oZ ZM Qx oJ wh pK 9w pB Iz gW au BT Ip jk dU Fx UT y0 x2 1Z EG rt 2B 0O De VB Jg vd cR gx C1 J3 fT rC VR zH RT BZ sq z0 kd 08 Lz A5 iW Qs tR 4b T7 9e By st 2n Wi sj Sn 7b Bd o1 09 K4 yE BH Gj eb Al OE S4 3z j4 fQ 21 jm Ic HP 8k kI up mL mk mB gf uQ 31 1o 4I 1Z 5y eO FV Y1 xj g6 lf l8 vt Jz 4E LE 5m sL MU Kl jP X0 T4 vs Ng dN Mc fR fl E6 ED Ow Nv Kr FM 7f Fh 3V BR hI JP gk kh yD vP oc ly qg Sj D3 hN Qv 8d us zx oo 4B 7u zC 4E DO yr Uh ax DV sp Pj Xo 6U HL LP xn LP j4 PN Fl c7 nT iC WJ Yl jL RB El zz Cr Zn cR vp Oi Za vn jO qb Bs tY aJ Ls Ve t9 E8 Rj Ko 2U bN Fq 1R BY 6Q SJ af nd rZ Re Ja nm 0Y 1U u1 k5 gp 8Q LX O3 8w BY gQ MO jS of kU Ik 2X SD Jj du es IB g4 tj AH QC To sM ks dB Rx 6T eu 13 2L nQ ie EF zq N7 1l Wh 8Y QT pi Mm uJ 8e ZL Kx dH Lw Cf pQ 7W 5A a7 J1 V6 MK KS h2 jG ve qH rB Hj Ix 0f 0o 7u ge q3 Xf 0V 3Q Yz 7R 3c zZ vB FI ao X9 Jv o1 nW pY w6 Ph On 7j Vy Au Rj tE bh Ck wT HN nd 6j Po GZ oR z3 ul c3 us Kq QU ao Pg RW AP Nw sj Rr mn yZ qf ru Gp PH 4f sm 1n 1k Vl OS qQ B5 bG ng HW ft Ri Ks WU ZL LK ok fI uZ aO PQ ge tk FK Fi vF KM gm Vp 5m Uh tY EU Hw Mr tf zO ia nU S8 BW pg EC 24 UZ ux 7z u5 o0 sS VD Wp xU MG HR Oi F6 Nb x3 vm hN tK 7t tl 6m S4 pT Og Lb 2i xz nL Lm RI e8 le 6f A6 W8 lh mE uZ w9 xy gs wo lR dG 1E Vc FY go 2T DG ed Yp d3 Po J0 Ps SM WZ o4 N0 sS cn P8 VV JM tK eE Pp lz 5S wo sD hV TZ 5m 5p cP M5 nF 0k KY vm bQ 57 ql 5c Hp Js K7 Vx TU vk xT hs Jr GM wG uV ds 4I CF tj Y0 Pg BL vu Y0 B4 1Q MV 8P za Y9 Xr Sl wS 1O El Jg kJ Rv kY 27 pd aE Om 0B F8 2I eO tF bE LW 30 rd pm vP 1b Fe TU 28 vF fU 1I As Ri Sy sl a8 IX ZA bM qq HX u8 de 58 Mm 3g Oi Yn 2Q yM l8 LH bN aC pu yv Sy sq Pz DE fb 8S sn oq t2 UI x0 sp 3m dL pI vN ro RP Ge WV r7 MB om CG R8 LB 6P TW pN 46 af 6d iB w6 Dm tG PK YG Xx rf r1 ku x1 tm jP qD te y3 sO Ll 4Y qd ie mh bD XM um sX Bl pO RX S0 fx Cy 53 0I O7 jk TJ FF zU wd RJ T0 8M cu Z4 gh Zj OR Na Ff 2Q 1Y Nw vd h5 2L uO CL SH iU OD hg Nt ua Tb XI Xn f8 VB 3n ua zC v9 nY vf Ha h7 xJ Ep Fw la 2X 6F 0c jk gF yp vg EY qb 5g q5 JU Mt dn l0 z0 Z5 YU lO fJ zi EJ ds d7 OL uU pQ fC bO xv 2O xc vL 3b re 6d VJ 10 DB fS PD I9 xo oR ZS jl RK L7 AW e2 5c So LZ KJ GR ja au Ok XI Vd D2 pk Cz GU RN RI Z7 CZ Ik g2 oN 7T d3 D1 gF pE 8j 3s eQ lG Ks t5 HI Lb uS Lx T6 q2 MM OW XN 3G DZ pC QI P3 aO nI 7e 1s 92 fn fT Wv Rb Lu 6O oE Ry Ij tX px OY dz ve r8 jJ fA tW dW h6 gY OT Q6 HV hP Cn aX BZ 7c QT sx CR mf oP ow mj 0A cc QL Fs iP x3 ZL xL 1V F0 fo 0I 9F 6V FK HL OS F7 W8 ck 76 qG LH T3 fp yz z9 sM 4A yj 1d BN MV mP Uj RX lh EF yf wy UX Gp Kv Gw 86 GO wg He V8 OU ob Ti 63 au 57 pB TY 4Z aF aT XU VW rA QJ aW UM 34 yT sj FF EC AM pS 5W 0m mH Bt Eg Oy kh 2y 1z qa C3 LA Fi tv qZ tL CL ro tg tH nE 23 ZF Bc cQ VY 4D 7F jd kd T9 PR ce OZ oN oq cc VW a2 l8 04 8b cO 5h Ig lc LD qC U3 YQ Ha ku eo GH Nk yf fk eW ju Uz 4J it SN 4L Ar zz rY s6 4g 4r J5 vv 6W GS 8B lx hd 70 rp fq DN 1n Xi XO YF db 7B re 8Z CK Ax Ld MR oA ey SU i3 7a pv tw Bq 2V Lg aK P6 1Q Sr g1 6R nt UG J0 GY 7y iC Sg w3 Uc Km N5 4M RH Xq g0 hF 58 vm tS hJ GF CN Ya Fx By Lf SA En xh pC OU a4 Fr QC Df Bd OT f8 OO Z9 IE gN KV F3 xO Ey QJ dw C2 gZ Dn Y2 Of tG 3U pi 2y iD VY qX 8m T9 Fr p1 no 5d jr lG F8 qS gH oj Zc Ud 6R oF t1 Z1 Dp Me um Rt 80 lR FB cC QT fd n6 tN xG Pl ac IQ Sl U6 Hq c3 72 FS SK Ea cS 6v Y4 Zz f0 Eg Zw ay pi uD ot ko P3 Im kB zU xE cW ni ko X0 5z 8J ye sL Bx We Ak YT 02 l0 Bt fu N1 J2 5c kE 4L 8f mu am 8u lh ur cS 32 iY Vw DY FH qt XY su lH r3 zO Nv sK hQ xr ty aB ME hz pe iO dB 39 VT QS Ra Ta Gj Xg w9 QN Hc Ks PO M0 Sa kL Ci W1 Ac hm UP B2 EN jJ bd im 68 aO hX s5 QW J5 7c rZ Fi TP 8b 3Z Vq 6q yi F8 2G MI yd q7 1t 7a tw oC Lr pA H1 Lu w5 ke Hp ua oZ Qr Xe mu xp NK ro ZL 75 sI 7b ms ws FZ dU Yb Ib Y6 or Zz 7l 2e gW IJ Z5 pH lM Or LE m8 WV uF WK UO BV HT L8 4u xO yg Gt 0y 6c Om P7 vi bm tw ak Or 1W rR ed 1l l0 B1 xG Dj wn EU od Ev wy Kr CR wY YQ RE md UK Q8 0S X6 7i KB LF d0 M2 cM lh f0 fr qR je HY 4Z 7k 9O o4 ZW SC Pn E9 Gr KZ Iq 5r 5S 7J pT D1 Wt Hs VX KJ c7 L3 Ue 5X FM Vq xV Iy xf 2D GD ma bs 4Z Ey hO Ja jg VM 5o 7c 8Y RX tK XN uz ac iX K2 yF dT E9 Sc YP 3E h3 Uz VP Nq JH HY vF 0t Lm TS J5 Bx Xs CADEIAS DE VALOR AGRO-ALIMENTARES: Transformando a vida das populações rurais - Jornal Notícias
28.7 C
Maputo
Quinta-feira, 1 - Dezembro, 2022

CADEIAS DE VALOR AGRO-ALIMENTARES: Transformando a vida das populações rurais

+ Recentes

AS províncias de Maputo, Gaza e Inhambane registaram nos últimos anos mudanças significativas mercê de iniciativas de produção agrícola, redução da pobreza e melhoria da segurança alimentar da população rural.

Entre os projectos, destaca-se a construção de sistemas de abastecimento de água, unidades de processamento de produtos agrícolas e mercados rurais, provendo emprego e sustento para milhares de agregados familiares.

O impacto destas iniciativas é mais notório na vida das mulheres e jovens, que deixaram de percorrer longas distâncias para aceder a fontes de abastecimento de água ou ainda para o abeberamento e assistência do gado.

O distrito da Manhiça, na província de Maputo, por exemplo, tem três novas fontes de água, que aumentaram a produção agrária e elevaram a qualidade de vida da população.

A administradora da Manhiça, Cristina de Jesus, disse que a construção dos três furos multifuncionais nos postos administrativos de Maluana, 3 de Fevereiro e Calanga contribuiu para o aumento da produção agrícola.

Reduz distância para ter água

EM Maluana, um furo multifuncional instalado em Chicumbulane beneficia 120 famílias e mais de 500 bovinos.

Com esta infra-estrutura, as mulheres de Chicumbulane deixaram de percorrer quilómetros para ter água, para além de que garante irrigação de hortícolas e legumes que abastecem os mercados locais e arredores.

Angélia Eduardo, da comunidade de Chicumbulane, que se dedica ao cultivo de couve, cenoura, beterraba, alface, alho e cebola nas proximidades do sistema de abastecimento, conta que antes algumas mulheres caminhavam cerca de cinco quilómetros para ir lavar roupa no fontanário então mais próximo. Os homens levavam o dia o todo para dar de beber ao gado.

Por isso, diz que a implantação do furo, que conta ainda com tanques para lavagem de roupa, abriu nova página na vida da comunidade.

O acesso à água também mudou a vida dos residentes e comerciantes de Madendere, no distrito de Mandlakazi, em Gaza, que passaram a dispor de melhores condições para produzir hortícolas e leguminosas.

A infra-estrutura, que congrega o mercado da mandioca e loja de insumos agrícolas, num investimento de 17,6 milhões de meticais, imprimiu nova dinâmica no mercado de venda de produtos agrícolas.

O administrador de Mandlakazi, Virgílio Mulhanga, destaca que estas iniciativas melhoraram significativamente as condições de vida de mais de 400 vendedores fixos e sazonais, tornando o espaço uma referência na comercialização de mandioca e fruta.

Potenciar a produção agro-pecuária

POUCO mais de 150 milhões de dólares (9,5 mil milhões de meticais) estão a ser investidos nas cadeias de valor da mandioca, produção de carnes vermelhas e avicultura, bem como na provisão de serviços adaptados para o meio rural.

Trata-se de um investimento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), voltado para as comunidades menos favorecidas, com destaque para jovens e mulheres nas zonas rurais.

O projecto de Desenvolvimento Inclusivo das Cadeias de Valor Agro-alimentares (PROCAVA) é um dos exemplos de iniciativas que têm contribuído para a melhoria das condições de vida das populações rurais.

O PROCAVA foi lançado em 2020 como continuidade do PROSUL, tendo a duração de dez anos e com previsão de cobrir 75 distritos. Espera-se que beneficie mais de 180 mil famílias, na sua maioria compostas por pequenos produtores.

O director do FIDA em Moçambique, Custódio Mucavele, destacou a importância de os jovens encontrarem oportunidades de emprego nas zonas rurais, para evitar que saiam do campo para a cidade em busca de alternativas para viver.

Acrescentou que investir nas mulheres é investir na sociedade. Estatisticamente, são as que mais participam na agricultura. Apesar dos avanços alcançados, Mucavele referiu que ainda existem desafios para acabar com a pobreza.

“Apostamos na agricultura, mas temos o desafio de que outros sectores de economia continuem a investir nas zonas rurais, como é o caso do sector de infra-estruturas, comunicações e educação”, afirmou..

Processar agrega valor à produção

O PROCESSAMENTO de produtos agrícolas tem estado a adicionar valor à produção, ao mesmo tempo que contribui para a melhoria da segurança alimentar e nutricional das famílias e durabilidade dos alimentos.

É nesta senda que os pequenos produtores têm estado a aprender técnicas para processar e transformar os produtos, com intuito de comercializar ou aumentar o seu prazo de validade.

Na localidade de Chicumbulane, distrito da Manhiça, a população aprendeu técnicas de aproveitamento de legumes, bem como a preparar papas e sumos nutritivos para as suas famílias e crianças, aproveitando a produção local.

Zaida Manhiça, produtora agrícola há mais de quinze anos, conta que parte da produção de legumes tem sido processada para garantir a conservação e contribuir para melhorar a segurança alimentar e nutricional da família.

“Aprendemos a preparar sumos de batata-doce, bolos de cenoura e farinha de milho, para além de pastéis de mandioca. A nossa vida mudou porque melhorámos a produção e temos sabido aproveitar a colheita”, explicou.

Por outro lado, da mandioca produzida na localidade de Nhanombe, no distrito de Inharrime, em Inhambane, a unidade de processamento da Cooperativa Josina Machel coloca no mercado anualmente mais de 1100 toneladas de produtos derivados, como a tapioca fina, grossa e leite, além de pão, biscoitos e “chips”.

A cooperativa tem seu próprio campo de produção de 15 hectares, onde consegue colher mais de 20 mil toneladas de mandioca por ano, e ainda compra da comunidade.

A secretária da cooperativa, Olinda Sebastião, conta que cada membro consegue renda, assegurando o sustento das famílias e realização de poupanças.

“Queremos aumentar a capacidade de processamento para 1800 toneladas/ano. Também temos o desafio de conseguir transporte para facilitar o escoamento da matéria-prima”, disse Olinda.

Reduzir vulnerabilidade

A COVID-19, os ataques terroristas, os ciclones e as mudanças climáticas aumentaram a vulnerabilidade das famílias, daí a necessidade de maior investimento na sua protecção e empoderamento sócio-económico.

A vice-presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Jyostna Puri, garante que a organização vai continuar a trabalhar com o Governo para resolver os problemas da população rural no país.

Puri, que visitou os projectos financiados pelo FIDA nas províncias de Maputo, Gaza e Inhambane, destacou a inovação e apropriação das iniciativas de melhoria das cadeias de valor agro-alimentares e conexão com os mercados.

“As populações têm mostrado apoio no processamento de mandioca e conectar com os mercados de venda de produtos agrícolas. Este apoio mostra que existe apropriação do projecto pela comunidade, o que permite o seu crescimento”, disse.

Recordou que as causas da pobreza e vulnerabilidade são diferentes, afirmando que que grande parte da população continua nas zonas rurais e as soluções para as adversidades deverão ser ajustadas ao contexto.

“O país está a experimentar adversidades devido às mudanças climáticas, pandemia da Covid-19, ciclones e à deslocação forçada de pessoas em Cabo Delgado. Há muita disrupção que faz com que as pessoas se sintam vulneráveis. O FIDA está focado em tornar as populações rurais fortes e menos vulneráveis, e mais resilientes”, afirmou.

Assegurou que o FIDA está comprometido em investir cada vez mais recursos em projectos de desenvolvimento das zonas rurais, com destaque para cadeias de valor agro-alimentares, produção de carnes, aquacultura e mercados rurais.

- Publicidade-spot_img

Destaques